Barça vai à final em jogo de expulsões, pênalti perdido e gol mal anulado

Do UOL, em São Paulo

Uma partida "maluca". Com direito a três expulsões, um gol mal anulado e um pênalti perdido, Barcelona e Atlético fizeram um final de jogo eletrizante e empataram em 1 a 1, nesta terça-feira (7), na semifinal da Copa do Rei.

Como havia vencido o jogo de ida por 2 a 1, o Barcelona está na decisão, contra Celta de Vigo ou Alavés, que se enfrentam nesta quarta-feira (8). Suárez marcou para o Barcelona após jogada genial de Messi, enquanto Gameiro anotou para o Atlético.

O próprio Gameiro havia perdido um pênalti quando o Atlético perdia por 1 a 0, logo após Griezmann ter um gol mal anulado pela arbitragem. A partida ainda ficou marcada por três expulsões: Sergi Roberto e Suárez pelo Barça, e Carrasco pelo Atlético. Neymar, suspenso, desfalcou os catalães e voltará na final. 

Pressionado, Barça sofre e Atlético cria boas chances

Com apenas 15 minutos de jogo, o Atlético de Madri criou ao menos três boas chances de gols, a principal delas com Carrasco, que parou no goleiro Cillessen. Pressionado na saída de bola, o Barça voltou a apresentar dificuldades em seu jogo coletivo, tendo que se livrar da bola com tentativas de ligação direta malsucedidas.

Sem Neymar, Messi fica sobrecarregado e Suárez, isolado

Com Neymar suspenso, o Barcelona sentiu falta das jogadas em velocidade abertas pelo lado esquerdo. Arda Turan, seu substituto, apresentou-se mais como meio do que como ponta, e o Atlético encaixou a marcação. Com Rakitic e Denis Suárez pouco inspirados no setor de criação, Messi ficou sobrecarregado e Suárez, isolado entre os zagueiros do Atlético. Jogo de muito toque de bola, mas sem criação. Mesmo sem fazer a mesma pressão do início do jogo, o Atlético seguiu mais perigoso – e perdendo chances claras de gol. Mas quem não faz...

Messi tira coelho da cartola e Suárez aparece no lugar certo

AFP PHOTO / Josep Lago

Quando se joga contra Messi, não é recomendável dar chance ao azar. Mesmo cercado por quatro marcadores, o camisa 10 arrancou da meia-direita aos 42 minutos do primeiro tempo, distribuiu dribles e fintas de corpo até a meia-lua e chutou colocado e rasteiro. Moya defendeu com a ponta dos dedos, e a bola sobrou livre para Suárez, muito bem colocado no limite da linha impedimento, só empurrar para o gol. Barça próximo da primeira final da temporada.

Sergio Roberto é expulso e Atlético empata, mas juiz anula incorretamente

O lateral Sergi Roberto complicou o Barcelona aos 12 minutos do segundo tempo. Ele tomou o segundo cartão amarelo após falta em Filipe Luís e foi expulso. Um minuto depois, o Atlético empatou o jogo com Griezmann em chute cruzado, mas o bandeirinha deu impedimento. Inexistente, porque o terceiro melhor do mundo em 2016 estava na mesma linha de Piqué. Prejudicado pelas arbitragens na atual edição da Copa do Rei, o Barça agora foi beneficiado por um erro de arbitragem. Com o jogo empatado e com um jogador a mais, o time de Madri precisaria apenas de um gol para levar o jogo à prorrogação. 

Gameiro perde pênalti, mas se redime com empate

O jogo começou a ficar "maluco" de vez aos 34 minutos. O Atlético teve a chance do empate com Gameiro, que sofreu pênalti de Piqué. Mas ele partiu para a cobrança e isolou por cima da meta. Três minutos depois, porém, ele se redimiu e marcou o gol de empate do time de Madri, colocando fogo de vez na partida. 

Barça suporta pressão do Atlético, e perde Suárez para a final

O Atlético tinha tido Carrasco expulso na metade do segundo tempo, igualando novamente o número de jogadores para cada lado. Mesmo assim, os visitantes partiram para cima com tudo do Barça, buscando o gol que deixaria tudo igual na Copa do Rei. Foi um "bombardeio" para cima do goleiro Cillessen, que contou com intervenções precisas da zaga em chutes de Filipe Luís e Koke. O jogo ficou tão quente, pegado, que ainda deu tempo de Luis Suárez tomar dois cartões amarelos (o segundo rigoroso) em três minutos, ser expulso e desfalcar os catalães na final, assim como Sergi Roberto.

Acusado de agredir namorada entra no segundo tempo

AP Photo/Manu Fernandez

Detido na última sexta (3) acusado de agredir a namorada, o lateral Lucas Hernandéz prestou depoimento nesta segunda (6) à Justiça espanhola. Nesta terça, ele foi convocado por Simeone para a partida e entrou no segundo tempo da partida. O Ministério Público pediu pena de sete meses de prisão para o jogador por violência doméstica. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos