Comissão de Ética nega fraude e se mostra contra impeachment no Corinthians

Dassler Marques e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O parecer da Comissão de Ética para avaliar o processo de impeachment no Corinthians é contrário à destituição do presidente Roberto de Andrade. 

Enviado aos conselheiros do clube nesta terça-feira, mas concluído na última sexta, o documento aborda o caso que motivou a ação movida pela saída de Roberto e recomenda advertência por escrito contra Roberto. O parecer não tem interferência direta no processo de votação, que caberá apenas aos integrantes do Conselho. Trata-se de uma recomendação. 

A avaliação de Sérgio Alvarenga, Carlos Roberto Elias, José Luís Cecílio e Eduardo da Silva é de que não houve fraude do presidente Roberto de Andrade no episódio que dá origem ao processo de impeachment. Os responsáveis pelo parecer afirmam que buscaram não avaliar a gestão de Roberto e apenas se concentraram no caso específico. 

Roberto assinou ata de reunião referente à Arena Corinthians com data anterior à eleição no início de fevereiro de 2015. O mandatário argumenta que a firma ocorreu em data posterior e não causou prejuízo qualquer ao clube, conforme se mostra de acordo a Comissão de Ética.

Os conselheiros votam a favor ou contra o impeachment no próximo dia 20. Caso a maioria opte pela aprovação da destituição, será aberta uma assembleia geral aos sócios em data seguinte. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos