Inter cogita nova estratégia para 'resolver problema' com Anderson

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Anderson pode ser reintegrado ao elenco do Inter a partir da ausência de propostas

    Anderson pode ser reintegrado ao elenco do Inter a partir da ausência de propostas

O Inter tentou de todas as formas até agora, e não conseguiu se livrar de Anderson. Afastado do grupo e treinando com o time B, o meio-campista rejeitou propostas durante as férias e não teve novas investidas. Preocupada com o custo do jogador sem que ele renda absolutamente nada ao time, a direção cogita mudar de estratégia e recolocá-lo no grupo. 

"Não houve qualquer avanço no momento. Vamos analisar qual a melhor situação", se limita a dizer o vice de futebol Roberto Melo. Sem qualquer indício de mudança no quadro, o que pode pesar é o custo. 
 
Anderson recebe salários perto de R$ 400 mil mensais. Não está sequer sendo aproveitado no banco de reservas e isso torna o gasto sem qualquer validade para o clube. O jogador já se mostrou disposto a voltar assim que for chamado. 
 
Tanto que, mesmo longe do grupo, ele seguiu realizando treinamentos físicos. Além disso pediu para ter contato com a bola e realizar treinamentos com o time B, no CT das categorias de base, em Alvorada. 
 
Nos bastidores, o Internacional imagina, também, que reconduzir Anderson ao elenco possa valorizá-lo. Jogando alguns minutos ele poderá chamar atenção de interessados. O clube seguirá batalhando para sua saída, e conta com bons minutos para atrair investidores. 
 
Anderson rejeitou ofertas do Middlesbrough, da Inglaterra, de um fundo de investimentos da China e do Braga, de Portugal. Durante as férias, concedeu entrevistas garantindo que pretendia ser aproveitado pelo Inter. Mas já na arrancada da temporada foi isolado do grupo. 
 
O Colorado ensaiou negociação com o Corinthians na troca pelo atacante Guilherme. Mas o clube paulista não aceitou. Tentou oferecer Anderson a outros times, que também fecharam as portas. As principais janelas de transferências da Europa se fecharam, restam mercados como Rússia e Ucrânia, além da China e do Japão na Ásia. 
 
Aos 28 anos, Anderson já disputou duas temporadas no Internacional e não rendeu o esperado. Foram 41 jogos e um gol em 2015, 43 jogos e cinco gols em 2016. Comadas duas temporadas, deu 13 assistências. Ele tem mais dois anos de vínculo e a direção vermelha prometeu avaliar a situação durante esta semana. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos