Soco e unhada: rádio detalha briga envolvendo jogador do Atlético de Madri

Do UOL, em São Paulo

O caso envolvendo o jogador do Atlético de Madri Lucas Hernández e sua namorada Amelia Lorente ainda não chegou ao fim e uma audiência para determinar as punições penais a ambos acontecerá no dia 21 de fevereiro. Enquanto isso, a imprensa espanhola tem mais informações sobre o que aconteceu na noite de 3 de fevereiro, quando o jogador foi preso por violência de gênero.

Segundo a rádio espanhola Onda Cero, o jogador e sua namorada – os dois têm um relacionamento de 5 meses – começaram uma briga depois que Lucas Hernández foi jantar com amigos, que seriam do Atlético de Madri e ignorou as mensagens e 19 ligações de Amelia.

Quando o jogador chegou em casa, Amelia o esperava e a briga começou. Dentro do carro, os dois teriam começado uma briga, na qual o jogador teria saído com arranhões no rosto. A namorada teria levado um soco na mandíbula e outro na boca, que provocou um hematoma, uma contusão dorsal e traumatismo torácico, todas sem gravidade.

A rádio ainda conta que o carro do jogador também foi danificado com rachaduras e golpes, identificados pela perícia.

Em sua defesa, o jogador afirmou que os hematomas em Amelia se deram após ela cair enquanto o atleta tentava parar o seu carro durante a discussão. 

A promotoria do caso pede sete meses de prisão ao jogador por violência doméstica e quatro meses a namorada pelo mesmo motivo, além de mais dois meses pelos danos ao veículo do jogador. A rádio ainda informa que Amelia teria antecedentes criminais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos