Boateng relembra fase difícil no futebol: "bebia e saía todos os dias"

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Vivendo boa fase no Las Palmas, Kevin-Prince Boateng recordou dos tempos em que defendeu o Tottenham, quando quase encerrou sua carreira, mesmo ainda sendo muito jovem, com apenas 20 anos.

O jogador confessou em entrevista ao jornal britânico The Guardian que foi um erro ir para o clube inglês com apenas 20 anos por não estar pronto naquele momento para se mudar para Londres. O atleta lembrou que saía todos os dias, estava acima do peso, bebia e comia muito mal.

"Todas as noites eu saía e ficava fora até seis da manhã. Eu pesava 95 kg e bebia e comia errado", recordou. Então eu disse: 'esse não pode ser eu. Eu não quero ser isso. Eu tenho algo dentro de mim: sou um jogador de futebol'", contou Boateng. 

"Eu chamei meus amigos, dois amigos verdadeiros, e eles vieram. Juntos, limpamos minha geladeira e a casa. Aquele dia eu disse: 'chega'. Eu não bebi mais e nem saí. Eu comecei a cozinhar, eu queria comer de forma saudável de um dia para o outro. Se eu fizesse isso de forma devagar, talvez eu não fizesse. Eu precisava de um tempo limpo", disse.

O jogador do Las Palmas ainda contou que saía todos os dias da semana para baladas. "Eu só percebi agora como isso era ruim: seis dias na semana nas baladas, bebendo por um ano inteiro, mas somente com 20 anos de idade. Você não pensa que as coisas vão dar errado. Você vê o dinheiro vindo e pensa: 'tudo bem, vou buscar diversão em outros lugares: garotas, baladas, amigos, falsos amigos'".

"Eu deixei minha casa, minha família, meus amigos, então minha ex-mulher me deixou e eu fiquei totalmente sozinho. Eu tinha amigos, mas não verdadeiros que me falam: 'o que você está fazendo? Vá treinar'. Não. Eles me chamavam para sair".

Encontro com Nelson Mandela

Boateng ainda relembrou de um episódio engraçado, quando conheceu Nelson Mandela, na Copa do Mundo de 2010, disputado na África do Sul. "Eu tinha o sonho de conhecer Michael Jackson, Muhammad Ali e Mandela. Só consegui conhecer o último. É difícil descrever".

"Ele ficou na prisão por 27 anos para defender nossos direitos. Ainda assim, não tinha raiva de ninguém. Estava calmo, sentado, saudando ao mundo", relembrou o jogador.
"No encontro dos dois, Boateng teve uma surpresa: Mandela queria casar o jogador com uma de suas filhas. "Eu respondi que já tinha namorada e ele respondeu 'Eu tenho outras filhas muito bonitas'".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos