Em 'pré-temporada pessoal', Ricardo Oliveira segue sem previsão de estreia

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/ Santos FC

    Ricardo Oliveira faz trabalho específico para retomar condições físicas ideais

    Ricardo Oliveira faz trabalho específico para retomar condições físicas ideais

Artilheiro do Santos em 2016, com 22 gols, Ricardo Oliveira continua sem saber quando vai estrear em 2017. O atacante, que contraiu uma caxumba no início do ano, não pôde acompanhar os companheiros nos treinamentos e agora faz uma espécie de 'pré-temporada pessoal'. A espera, porém, não deve ser muito longa, segundo o próprio jogador.

"O tratamento não existe mais. Agora estou fazendo minha pré-temporada pessoal. Cheguei depois e, a cada treino, fazendo dois períodos, evoluindo, e daqui a um tempo curto a gente vai começar a fazer os trabalhos com bola, com o grupo. Está sendo gradativo. Trabalhos fortes que exigem bastante do nosso corpo. Estou evoluindo", disse o atacante à Rádio Santos FC.

Apesar de a volta aos trabalhos com bola estar próxima, Ricardo Oliveira e departamento médico do Santos preferem não estipular uma data para o retorno aos gramados.

"Não dá para dizer que estou pronto para ser inserido com o grupo porque vai ficar nítida a diferença. Estou trabalhando forte há duas semanas, indo para a terceira. Mas não dá para gente colocar nenhuma data, isso vai depender muito da minha evolução, passando por um processo de treinamento que está sendo passado para mim", acrescentou.

Enquanto não volta, Ricardo Oliveira dá a chance de Rodrigão mostrar serviço. Na estreia foram dois gols do atacante, que terá ainda mais concorrência na atual temporada. A chegada de novos reforços, inclusive, foi bastante elogiada pelo camisa 9, que via como 'necessária' a contratação de novas peças para que o Santos possa disputar o título em todas os torneios.

"Nosso grupo é forte, nossa fortaleza está na nossa base, que se manteve, nos reforçamos com a chegada de novos atletas que, no meu entendimento, era necessário para uma temporada longa, e precisamos de um elenco forte para poder todos estes jogos. A nossa amizade é fundamental para que a gente consiga os objetivos para a temporada. Sem criar muita expectativa, mas sempre acreditando no nosso potencial dentro do elenco", disse.

"Hoje nós temos, além de um time bom, um elenco recheado onde todo mundo vai ser importante. Todo mundo que chegou com certeza vai jogar, vai ter a sua oportunidade porque o ano é longo. E isso é muito bom. O Dorival tem hoje o elenco recheado, de qualidade na mão, e certamente vai saber direcionar todo mundo durante o ano", completou o jogador, que ainda não foi inscrito no Campeonato Paulista.

Ainda sem Ricardo Oliveira, mas com a possibilidade de estreia de cinco dos seis reforços contratados (Cleber, Matheus Ribeiro, Leandro Donizete, Kayke e Bruno Henrique), o Santos encara o Red Bull no próximo domingo (12), no Pacaembu, pela segunda rodada do Paulistão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos