Após não ao Cruzeiro, Marcelo Moreno aguarda por oferta milionária na China

Dassler Marques e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte

  • EFE/Juan Carlos Cárdenas

Depois de deixar o Changchun Yatai-CHN recentemente, o atacante boliviano Marcelo Moreno recusou nos últimos dias uma oferta de cifras elevadas do Wuhan Zall, equipe da segunda divisão chinesa. 

Moreno, que foi um dos destaques da última temporada no país, teve oferta para assinar por salários e luvas que, totalizados, giravam em torno de R$ 1,6 milhão por mês, mas ainda espera por outras possibilidades na China. 

Fabiano Farah, representante do centroavante que também atuou por Cruzeiro, Grêmio, Flamengo e Vitória, está atualmente em território chinês em busca de um novo acerto para Moreno. Ele está sem contrato: é o chamado 'agente livre'. 

Nos últimos dias, também foi tratada da possibilidade de renovação com o Changchun Yatai, porém outros estrangeiros já foram contratados pela última equipe defendida por Moreno. Além do brasileiro Marinho, ex-Vitória, acertaram o húngaro Szabolcs Huszti e o nigeriano Odion Ighalo. Quem já atua por lá é Bruno Meneghel, ex-Vasco. 

Recentemente, Marcelo Moreno também negociou por um retorno ao Cruzeiro, que acenou com uma oferta de R$ 500 mil mensais. A quantia, porém, não seduziu o centroavante. 

Na última temporada da China, Marcelo Moreno foi o sexto principal goleador, com 13 gols marcados na Superliga. A tábua de artilheiros teve outro cruzeirense, Ricardo Goulart, na ponta com 20 gols anotados pelo Guangzhou Evergrande. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos