Atlético não responde e agente de Sissoko crê que Elias atrapalhou negócio

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Kenzo Tribouillard/AFP

    Mohamed Sissoko, ex-jogador do PSG, foi oferecido ao Atlético-MG

    Mohamed Sissoko, ex-jogador do PSG, foi oferecido ao Atlético-MG

Com a intenção de jogar no Brasil, Mohamed Sissoko não defenderá o Atlético-MG. Sem uma resposta do clube desde o encontro com o diretor de futebol Eduardo Maluf, em 18 de janeiro passado, na sede administrativa do bairro de Lourdes, o procurador do atleta no país já descarta a possibilidade de mudança para a Cidade do Galo.

O empresário Lucival Pereira explica que ainda não foi contatado pelos dirigentes e crê que o acerto dos mineiros com o Elias foi preponderante para um desfecho negativo:

"Ele foi oferecido junto com o Elias. Então, creio que a contratação dele (Elias) tenha impedido o acordo (com o Sissoko). O Atlético não voltou a fazer contatos desde a nossa reunião. Estávamos esperando até então, mas será difícil. O Atlético tinha a prioridade, mas há outros interessados no Brasil", afirmou ao UOL Esporte.

Aos 32 anos, Sissoko quer receber aproximadamente metade dos salários de Fred (que fatura R$ 600 mil mensais) para se mudar para a América do Sul. O valor está longe de estar entre os maiores pagos na Cidade do Galo, onde Robinho, por exemplo, fatura cerca de R$ 800 mil. Contudo, o clube tenta reduzir as despesas.

Segundo uma pessoa envolvida nas conversas, os mineiros aceitariam pagar um valor bem inferior com o acréscimo de bônus. O pedido do africano não foi o único ponto que levou à negativa do Atlético.

Com apenas 32 anos, o volante deixou o futebol europeu – onde defendeu Valencia, Liverpool, Juventus e Paris Saint-Germain – para atuar no Shanghai Shenhua, da China, e, posteriormente, no Pune City, da Índia. A mudança também foi um impedimento.

O representante Lucival Pereira garante que Sissoko gostaria de atuar no futebol nacional e que há outros clubes interessados, sem citar quais: "O Sissoko abriu mão de muita coisa para vir ao Brasil. Ele quer jogar no país. Há outros interessados, vejamos como acontecerá", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos