Início tímido, aplausos e caneta sem querer. Elias estreia pelo Atlético

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Instantes depois de ouvir do presidente a confirmação de que Lucas Pratto não jogará mais pelo time, o torcedor do Atlético-MG viveu a expectativa da estreia de Elias. Pela primeira vez, o volante vestiu a camisa alvinegra e teve o primeiro contato com a Massa atleticana. Presente em campo por 80 minutos, o recém-contratado teve atuação bastante segura na vitória por 2 a 0 diante do Joinville, nesta noite de quinta-feira pela Primeira Liga.

Nos pés, chuteiras coloridas. Nas costas, a camisa 8 que herdou de Leandro Donizete. Com poucos segundos de jogo, o primeiro domínio veio seguido de um toque simples, mas que serviu como cartão de visitas para levantar os torcedores no Independência. Nos primeiros 25 minutos, Elias teve atuação tímida, mas segura quando precisou exercer o compromisso defensivo, ocupando bem os espaços e qualificando a saída de bola. Seu lance mais bonito aconteceu próximo do círculo central, em uma jogada que misturou talento e sorte ao canetar, meio sem querer, o marcador do Joinville.

"Meu primeiro contato com a bola e com a torcida foi muito bom. Eu não fiz nada, só de tocar na bola, a torcida já me aplaudiu, imagina quando eu ajudar. Espero que continuem nos apoiando o ano inteiro", comentou.

No pênalti que resultou o gol de Fred, o volante aproveitou a pausa momentânea para se reunir com Otero e Cazares e acertar detalhes na ligação da defesa com o ataque. Só então, em vantagem no marcador, Elias visitou a intermediária ofensiva. Junto com os companheiros, praticou um futebol mais solto, com velocidade e toques rápidos, reflexo do domínio atleticano em campo. Ainda antes do intervalo, chegou a grande área como elemento surpresa pela primeira vez, mas o cruzamento de Fábio Santos saiu forte demais.

Passados os primeiros 45 minutos, Elias voltou do vestiário ocupando a intermediária ofensiva com mais frequência, enquanto Rafael Carioca seguiu mais preso priorizando a marcação. Aos onze minutos, saiu a primeira finalização, rasteira e de fora da área, mas que não levou tanto perigo à meta de Matheus. Próximo dali, o jogador viu de perto o companheiro Otero acertar um petardo e marcar um golaço, o segundo na partida.

Faltando pouco mais de 10 minutos para o fim, Elias deu lugar ao jovem Yago e encerrou sua estreia com exatos 80 minutos em campo. Ovacionado pelos 13.248 torcedores que gritaram seu nome, o volante deixou o campo aplaudido e recebeu os cumprimentos do massagista Belmiro e do técnico Roger.

"Temos que fazer nossa parte, colocar em prática aquilo que estamos treinando. Ainda falta um pouco de ritmo para todo mundo, mas agora com a sequência de jogos esperamos adquirir o ritmo ideal".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos