Investigação contra irmã de Léo Moura tem até depósito em envelope vazio

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

A notícia-crime prestada por Renato Augusto contra Lívia da Silva Moura, irmã do lateral direito Léo Moura, está repleta de elementos para a investigação da polícia. O meio-campista da seleção brasileira e do chinês Beijing Guoan acusa a produtora de estelionato e furto qualificado - o desvio seria de pelo menos R$ 200 mil. O caso foi revelado com exclusividade pelo UOL Esporte.

Um dos episódios relatados no documento em posse da polícia envolve o depósito bancário de um cheque de R$ 44 mil de Lívia para Renato Augusto. No entanto, segundo a acusação, o valor não foi compensado pelo banco em razão de o envelope estar vazio.

Tudo aconteceu em virtude do cancelamento do show do cantor Péricles para a festa em comemoração ao primeiro ano de casados de Renato Augusto e Fernanda Klarner. De acordo com a acusação, foram transferidos R$ 38.790,00 para a conta da empresa DIVERSHOW apenas em razão da contratação do artista.

Anderson Borde/AGnews
O meia Renato Augusto e a mulher Fernanda Klarner durante o casamento em 2015
Péricles não teria comparecido por causa da ausência de pagamento. A alegação aos donos da festa por parte da produção foi a de que o cantor desmarcou a apresentação em razão de problemas na agenda. Renato Augusto e família cobraram o ressarcimento do valor com acréscimo de outros serviços não cumpridos.

A acusação diz que Lívia Moura depositou depois de muita insistência um cheque no valor de R$ 44 mil na conta de Renato Augusto. Porém, o dinheiro não chegou às mãos do meia da seleção brasileira em razão do suposto envelope vazio. O empresário de Péricles afirmou não ter recebido qualquer quantia e alegou desconhecimento sobre a empresa contratante.

Prejuízos também com Rodriguinho, MC Marcinho e Thiaguinho

As apresentações do cantor Rodriguinho e do funkeiro MC Marcinho, agenciados pela empresa IMPACTA, teriam sido cobradas pelo dobro do valor real. Já com Thiaguinho, nem sequer houve pagamento do cachê mesmo com o depósito prévio, de acordo com a acusação. O valor só foi quitado após Renato Augusto tomar conhecimento do suposto desvio.

Entenda o caso

Reprodução/Instagram
Lívia Moura com o irmão Léo Moura: Ela é acusada de estelionato e furto em festa
Renato Augusto e a mulher Fernanda Klarner organizaram uma festa em comemoração ao primeiro ano de casados em dezembro de 2016. Pela relação entre as famílias, eles chamaram a irmã de Léo Moura para a produção musical do evento - ela já havia feito o mesmo serviço no casamento, em 11 de dezembro de 2015.

Foram contratados os shows de Thiaguinho, Péricles, Belo, Rodriguinho e MC Marcinho para a cerimônia de renovação dos votos. Após a festa, Renato Augusto e família alegaram ter notado a cobrança excedente de pelo menos R$ 160 mil, além do furto de duas folhas de cheque - ambas voltaram do banco por divergência de assinatura, uma delas no valor de R$ 100 mil.

Ao se aprofundar em conversas com os artistas e empresários, Renato Augusto sofreu um baque e a sua família sentiu-se traída por conta da amizade de mais de 12 anos entre as partes. Para minimizar o problema, o jogador afirmou ter feito novos pagamentos aos cantores e partiu para resolver a questão com Lívia Moura.

O prejuízo está calculado em pelo menos R$ 200 mil. No entanto, o valor ainda pode aumentar, já que outros itens e serviços da festa estão sendo investigados pelos familiares de Renato Augusto.

Segundo o advogado Ricardo Braga, o procedimento segue com a oitiva das testemunhas. A acusação acredita ter provas suficientes para o indiciamento e futura ação penal contra Lívia Moura e demais envolvidos nos supostos desvios.

Procurada novamente pela reportagem do UOL Esporte na última quarta-feira (8), Lívia da Silva Moura não foi encontrada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos