Paulão ignora vaias, recupera status e evita saída do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Paulão começou o ano na lista de jogadores a serem negociados pelo Inter. Conversou com Botafogo, não se acertou. Esteve na mira de clubes do exterior, também acabou permanecendo. E depois de duas partidas recuperou espaço no elenco. Deixou a lista de saíra e agora briga até por titularidade.

Contra o Brasil de Pelotas ele conheceu vaias. Quando teve o nome anunciado pelo sistema de som, quando deu os primeiros toques na bola, tudo que veio das cadeiras do Beira-Rio foram xingamentos. Ele não se abalou. 
 
Depois do jogo ele disse que tal comportamento da torcida não abalava em nada. Ignorou qualquer cobrança com a alegação de 'fazer apenas seu trabalho'. E assim teve boa atuação. 
 
Nesta quarta, de novo, quem o vaiou no começo do jogo, aplaudiu cada jogada em que ele venceu atacantes do Fluminense. Carrinhos certos, afastadas de cabeça, a força conhecida em campo e sem tentativas de lançamento. Paulão foi um dos destaques. Conquistou espaço, agradou e não irá mais deixar o clube. 
 
"Sinceramente não sei porque ele ficou marcado pela torcida se o Inter foi a sétima melhor defesa do Brasileiro, e o ataque esteve entre os piores. Então, se tudo tivesse saído na média, o ataque teria feito mais gols e o Inter talvez não tivesse caído. É um jogador que, na minha opinião, está à altura do Internacional. É importante no elenco em termos de grupo, vai permanecer no clube, fez duas ótimas apresentações. É um jogador que concorre com muitos outros, mas faz parte do Inter e vou utilizar sem receio algum", disse o técnico Antonio Carlos Zago. 
 
A direção do Inter também está convencida que Paulão merece uma nova chance. Segundo o vice de futebol Roberto Melo, o jogador terá seu espaço no grupo. 
 
"O Paulão é um jogador que ficou realmente marcado pelo torcedor por tudo que aconteceu ano passado. Até de certa forma é caído sobre os ombros dele todo este peso. Como o Zago disse, se tivesse dependido da defesa o Inter não teria caído. A zaga teve um tendimento melhor que ao menos 10 times do Brasileiro. Não foi nosso principal problema. O torcedor tem o direito de fazer sua análise. Ele faz parte do nosso grupo, tem a confiança da direção e do treinador. Fez duas boas partidas e vai ficar no grupo", comentou. 
 
Paulão formou boa dupla com Klaus nas duas vezes em que esteve em campo. E o Inter não sofreu gols de bola rolando, apenas de pênalti diante do Brasil de Pelotas. 
 
Ernando e Eduardo também já atuaram como titulares do time. Neris, egresso do Santa Cruz, ainda não estreou e a direção, da mesma forma, ainda analisa investir em zagueiros. Porém, até que concretize outra contratação, Paulão deve seguir recebendo oportunidades e, se mantiver o mesmo rendimento, recuperando a titularidade no time. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos