Que time é este que viveu noite louca e agora pode ser rival do Palmeiras?

Fábio Aleixo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter

Clube mais velho do Norte Argentino - daí o apelido de Decano - mas pouco conhecido na América do Sul e muito menos no mundo. Isso até a noite de terça-feira quando virou manchete nos quatro cantos do planeta pela jornada maluca (com dieito a voo atrasado e ônibus a 130 km/h na estrada) e a façanha que conseguiu na Copa Libertadores ao eliminar o El Nacional, fora de casa, e manter vivo o sonho de chegar à fase de grupos. Este é o Clube Atlético Tucumán, ou simplesmente CAT, fundado em 27 de setembro de 1902.

Este pequeno time da cidade de San Miguel de Tucumán - que tem uma população de cerca de 549 mil habitantes - disputa pela primeira vez em sua história uma competição continental. Se passar pelo Junior de Barranquilla (COL) na última fase eliminatória irá para o grupo do Palmeiras e será o adversário do clube paulista em sua estreia no dia 8 de março.

Duas vezes campeão da segunda divisão (nas temporadas de 2008/09 e de 2015), o CAT também disputou apenas duas vezes o torneio da elite argentina nos moldes que estão em vigor desde 1985, com acesso e rebaixamento. Na primeira (em 2009/10), foi rebaixado ao somar apenas 35 pontos em 38 jogos.

Mas no ano passado, fez bonito. Foi quinto colocado da classificação geral da Série A, ao finalizar na terceira colocação do Grupo B, com 30 pontos.

Terceiro colocado do Grupo A, com 27 pontos, o tradicional Independiente, pleiteou uma partida de desempate para ver quem deveria ficar com a vaga na Libertadores, algo que não foi aceito pela AFA (Associação de Futebol Argentino).

Repordução

Na campanha que o levou ao torneio continental, o Atlético Tucumán teve como resultado mais destacado a vitória sobre o Boca Juniors, em plena Bombonera, por 1 a 0, logo na segunda rodada. Foi ainda o terror de outros grandes do futebol argentino. Fez 2 a 1 sobre o Racing, em casa, e 2 a 0 sobre o Independiente, fora.

Durante o campeonato, o time perdeu seu técnico Juan Manuel Azconzábal, que alegou problemas pessoais quando faltavam ainda seis rodadas para o fim. No seu lugar assumiu Pablo Lavallén, que segue no cargo.

A classificação à Libertadores foi uma surpresa e um logro muito comemorado na cidade que há pouco menos de nove anos festejava o título da terceira divisão e nem imaginava chegar a um torneio continental.

A euforia é tão grande em San Miguel de Tucumán que cerca de 3 mil torcedores resolveram encarar a viagem para Quito para o duelo com o El Nacional mesmo após o empate em 2 a 2 jogando de local.

"Apesar de não ser muito conhecida no continente, é uma equipe muito popular no interior do país. É como se fosse um time como o Bahia ou Sport de Recife", diz Adolfo Morales, repórter da agência de notícias Telam.

"Por fazer a sua primeira participação na Copa Libertadores desperta todo este furor e ganha destaque, mas não é um time assim tão modesto em nosso país". complementa.

"O governo da província de Tucumán injeta dinheiro no clube. Ainda assim não é um time que esbanja com grandes contratações. O atual elenco é formado com muitos jogadores que vieram de divisões inferiores do futebol argentino", completa Morales.

Clube foi o primeiro a usar camisa celeste e branca na Argentina

AP Photo/Dolores Ochoa
Jogadores do Atlético Tucumán com a camisa da seleção argentina na vitória sobre o El Nacional

O Atlético Tucumán chamou a atenção na partida contra o El Nacional por entrar em campo usando o uniforme da seleção sub 20 da Argentina que está em Quito para a disputa do Sul-Americano da categoria.

Mas você sabia que foi este clube o primeiro a usar camisas listradas em celeste e branco no país, antes mesmo do tradicional Racing e até a seleção?

A estreia do modelo de uniforme que ostenta até hoje foi em 9 de julho de 1903 em sua primeira partida oficial: vitória por 3 a 1 sobre o Club Salteño. A ideia surgiu de Tomas Barber, secretário do clube, que queria fazer uma homenagem ao primeiro centenário da Argentina. Até então, a camiseta usada em amistosos era apenas branca.

A seleção argentina já havia feito sua primeira partida oficial em 16 de maio de 1901, contra o Uruguai. Mas na ocasião, jogou com, uma camisa inteiramente celeste.

"Para o bem dos decanos, informamos que consultamos nossos arquivos e apesar de ter havido mais de 20 equipes com a camiseta celeste e branca, não encontramos nenhum que tenha utilizado as listras azuis e brancas verticais antes do ano de 1903 e por isso o Atlético Tucumán é o primeiro clube na Argentina que vestiu esta camiseta",disse, em 2003, o Centro de Investigações para a História do Futebol da Argentina.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos