Jogadores do Londrina são agredidos após eliminação na Copa do Brasil

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL, de Curitiba (PR)

Após chegar da viagem para Gurupi, no Tocantins, onde foi eliminado da Copa do Brasil pelo time da casa (2 a 1), o Londrina encontrou uma torcida enfurecida e que agrediu a alguns jogadores.

Sob os gritos de "time de pipoqueiros", o técnico Claudio Tencati procurou justificar a eliminação. "Faz parte. Fizemos muitas coisas boas, mas nesse momento é uma coisa ruim." Enquanto falava com a reportagem da TV Tarobá, Tencati viu o meia Rafael Gava ser empurrado por torcedores.

O volante França, ex-Coritiba e Palmeiras, também falou sobre a situação. "Não dá para falar nada. Temos que tomar vergonha na cara. Eu assumo a responsabilidade, a culpa é nossa, não do treinador. Achamos que podíamos ganhar o jogo a hora que quiséssemos." A todo momento, os torcedores xingavam e tentavam tocar os atletas.

"Quando parte para a ignorância ou agredir o jogador é diferente", reclamou o atacante Fabinho. Mais do que a simples eliminação, o que irritou os torcedores londrinenses foi uma postagem do meia Safirinha pouco antes da partida, quando fotografou o estádio em Gurupi e legendou: "Fazendão".

O Londrina quase subiu para a Série A em 2016, ficando na sexta posição na Série B. Claudio Tencati é o técnico há mais tempo à frente de um clube no Brasil, comandando o Tubarão desde 2011, quando pegou o time na segunda divisão estadual e, com direito a um título da primeira divisão do Paraná no caminho, subiu da D para a B Nacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos