Liverpool bane jornal de suas instalações por cobertura de tragédia em 1989

Do UOL, em São Paulo

  • Mike Hewitt/Getty Images

    Torcida do Liverpool promove boicote a jornal

    Torcida do Liverpool promove boicote a jornal

O Liverpool decidiu banir o tabloide "The Sun" e todos seus funcionários das instalações do clube por conta da cobertura jornalística da publicação a respeito da tragédia de Hillsborough em 1989, que resultou na morte de 96 torcedores.

A ação do time inglês foi aplicada pela primeira vez nesta sexta-feira (10), mas a decisão foi tomada na noite de quinta (9). O jornal foi informado que não seria autorizado a entrar no centro de treinamento de Melwood, nem nas futuras partidas do clube no Anfield.

Isso é uma consequência de tratativas do clube com um grupo de suporte às vítimas da tragédia, o qual promove há anos um boicote à publicação por conta da ajuda que o "The Sun" deu para encobertar a ação da polícia em Hillsborough – ela seria posteriormente considerada responsável pelos acontecimentos.

A Premier League teve que ser consultada pelo Liverpool para que a decisão fosse permitida oficialmente. O clube já vetava entrevistas exclusivas de seus jogadores à publicação, permitindo a ela apenas o acesso a eventos abertos a toda imprensa.

Um porta-voz do jornal lamentou a decisão tomada pelo clube. "Banir jornalistas do clube é ruim para torcedores e ruim para o futebol", argumentou. "'The Sun' lamenta profundamente a cobertura dos eventos trágicos de Hillsborough e entende que o dano causado por aquelas notícias e ainda é sentido por muitos na cidade."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos