Concentração e reza. A receita de Thiago Silva para brecar trio do Barça

Do UOL em São Paulo

  • Alain Jocard/AFP

A partida contra o Barcelona, na próxima terça-feira, vai provocar concentração máxima no brasileiro Thiago Silva. E também um pouco de reza. Em entrevista ao jornal "Mundo Deportivo", o zagueiro contou qual é a receita para o PSG tentar parar o trio de atacantes rival (Messi, Neymar e Suárez) no primeiro duelo das oitavas de final da Liga dos Campeões;   

"(O que passa na cabeça é) Que você vai ter um monte de trabalho e não terá uma vida fácil por nenhum minuto (risos). Temos que nos preparar bem para que eles não tenham uma grande noite, porque se tiverem, é muito difícil para qualquer defesa, não importa se é considerada um dos melhores do mundo, é quase impossível pará-los. É manter a concentração máxima e tentar minimizar ao máximo para não eles terem a bola e orar a Deus", contou.

Thiago Silva também foi instigado a definir cada um dos seus adversários com um adjetivo. E não titubeou. Veja as respostas dele ao "Mundo Deportivo".

Messi?
"Mestre"

Suarez?
"Matador"

Neymar?
"Fantástico".

Especificamente sobre Neymar, Thiago Silva contou como é a sua relação com o amigo de seleção brasileira. Negou que seja como um pai para o jovem, mas contou que a relação é muito boa.

"Eu não sou como um pai para ele, eu não tenho tantos anos para ser seu pai (risos). Desde que chegou na seleção, eu tentei dar todo o apoio necessário, porque é uma das grandes promessas e é um grande jogador. Ele ainda tem coisas para conquistar na sua carreira, como ser o melhor do mundo, que mais cedo ou mais tarde ele vai ser. Nosso relacionamento é muito aberto, alegre. Conversamos quase todas as semanas. Quando o sorteio saiu, rapidamente ele me chamou, já estava pensando em mim e eu nele. E eu pensei: outra vez não", brincou.

Na partida desta terça-feira, Thiago Silva disse que poderia estar do outro lado. Ele chegou a ser procurado pelo clube em 2012, mas disse não ter arrependimento de não ter escolhido o Barcelona. 

"Se eu disser que não, acho que seria uma mentira. Eu sou muito honesto e sim, eu pensei, como seria estar ao lado de Messi, Suarez e Neymar, que é meu amigo como Daniel Alves. Mas o futebol são oportunidades e não tenho arrependimentos. Eu estou em uma grande equipe, estamos crescendo muito, eu sou uma grande referência aqui e espero terminar uma boa passagem aqui. Sim, eu pensei como seria jogar com eles, Messi, Suarez, Neymar, Iniesta ... dos quais eu sou um fã", afirmou.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos