Jogador do Arsenal tem caso encerrado pela polícia após ofensa racial

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / ODD ANDERSEN

Granit Xhaka respira aliviado. A Polícia Metropolitana de Londres decidiu por não seguir com a queixa contra o meio-campista do Arsenal. Segundo um comunicado oficial, divulgado nesta segunda-feira, "o jogador se apresentou voluntariamente a um posto policial, prestou depoimento e foi liberado. Caso encerrado".

O suposto caso de agressão verbal aconteceu no Aeroporto Heathrow, em Londres, no dia 23 de janeiro. Segundo uma testemunha,o suíço Xhaka proferiu ofensas raciais contra uma comissária de bordo branca, após a mesma ter barrado um amigo do jogador que chegou atrasado ao check-in. No dia anterior, Xhaka tinha sido expulso da partida em que o Arsenal derrotou o Burnley por 2 a 1 pelo Campeonato Inglês.

Arsene Wenger sempre acreditou na inocência e no caráter de seu atleta, e, pelo visto, ele estava certo. Contudo, dentro de campo, Granit Xhaka, 24 anos, não é dos mais comportados e vem dando muita dor de cabeça para o treinador.

Só nesta temporada com a camisa do Arsenal, o jogador já foi expulso duas vezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos