Novo reforço chegou sem pompa, mas já virou peça fundamental no Atlético

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Danilo vem atuando no meio e é um dos pilares no esquema de Roger no Atlético-MG

    Danilo vem atuando no meio e é um dos pilares no esquema de Roger no Atlético-MG

Natural de Coronel Fabriciano (cerca de 150 km de Belo Horizonte), Danilo e seu jeitinho mineiro passaram praticamente despercebidos em suas primeiras semanas na Cidade do Galo. Das três contratações do Atlético até o momento, o lateral foi quem chegou com menos cancha.

Cria do rival América-MG, recém-rebaixado no Brasileirão, o jogador foi pouco badalado e cotado apenas como mais uma peça para Roger repor seus principais atletas. Contudo, essa história começou a mudar. Em três oportunidades como titular, o atleta de 25 anos surpreendeu. Com média de um gol por partida, o artilheiro do Mineiro coleciona seus primeiros elogios e já virou peça fundamental no esquema de Roger.

"Cheguei calado, sempre respeitando os companheiros e sabendo aproveitar as oportunidades do professor. A gente sabe que todos querem jogar, serão só onze jogadores. Mas temos que apoiar uns aos outros, e é isso que estamos fazendo, por isso as coisas estão saindo bem", falou.

No último domingo, Danilo abrir a porteira de gols do Atlético contra o Uberlândia. Antes de ir às redes, o jogador era um dos atletas mais regulares em campo. Lateral de origem, mas escalado no meio, o jogador curte sua fase de artilheiro, mas se destaca também por ser um dos responsáveis por dar equilíbrio entre a defesa e o ataque no time de Roger, que o "proibiu" de se machucar.

"O Danilo pelo lado me dá esse equilíbrio. Tomei um susto quando ele caiu com cãibra. Pensei 'não acredito que encontrei o equilíbrio com ele e ele vai se ausentar'. Mas foi só cãibra", brincou o treinador, após a partida contra o Joinville, na semana passada.

Quem também tem se beneficiado da presença de Danilo em campo é o lateral Fábio Santos. Titular pelo lado esquerdo, Fábio reveza de posição frequentemente com Danilo. Quando sobe ao ataque, é protegido pelo companheiro, que evita a formações de possíveis corredores na lateral.

"A gente conversa muito, fazemos este bate-papo desde que cheguei. É um cara de muita qualidade do meio pra frente, uma hora ou outra nós temos que soltar essa fera. E isso dá uma consistência. Quando um está mais cansado, o outro ataca bem. Assim nós sempre teremos força do lado esquerdo", completou Danilo.

Líder do Mineiro com nove pontos e 100% de aproveitamento, o Atlético pegará agora o América-MG, ex-clube de Danilo. Carrasco alvinegro quando jogava pelo Coelho (marcou os gols na decisão de 2016 e garantiu o título estadual ao América), chegou a vez do jogador reviver o clássico, mas desta vez do outro lado. Para o compromisso, o técnico Roger já adiantou que não pretende mudar a equipe que vem atuando e deverá repetir os onze atletas iniciais dos últimos jogos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos