Time de Felipão planeja ter apenas jogadores chineses em 2020

Do UOL, em São Paulo

  • Osports/Divulgação

    Guangzhou Evergrande quer acabar com os estrangeiros na equipe

    Guangzhou Evergrande quer acabar com os estrangeiros na equipe

Apesar do alto investimento feito no últimos anos, o Guangzhou Evergrande, time comandado por Luiz Felipe Scolari, está disposto a mudar sua política a partir de 2020. Segundo o bilionário Xu Jiayin, principal dirigente do clube, a equipe espera contar apenas com jogadores chineses em seu elenco daqui três ano.

"Na minha opinião, a equipe ideal será formada por um técnico de nível mundial e todos os jogadores nativos, ou seja, chineses. Nós ainda temos quatro anos neste processo de transição. Nossa proposta é contribuir para desenvolver o futebol chinês, e todo nosso trabalho precisa estar focado nisso", disse o empresário à agência de notícias Xinhua.

Além de Felipão e toda sua comissão técnica, formada por outros cinco brasileiro, o Guangzhou possui hoje seis estrangeiros em seu elenco. São eles os brasileiros Alan, Ricardo Goulart e Paulinho, os sul-coreanos Kim Hyung-il e Kim Young-gwon, e o colombiano Jackson Martínez, contratado a peso de ouro.

O Guangzhou Evergrande é um dos maiores campeões da China, com seis títulos seguidos da principal competição nacional. Além disso, foi campeão duas vezes da Liga dos Campeões da Ásia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos