Arsenal preferiu manter Wenger a contratar Guardiola, diz rádio

Do UOL, em São Paulo

  • Sven Hoppe/dpa via AP

Humilhado pelo Bayern de Munique no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, o Arsenal vê seu técnico sob pressão mais uma vez. Há 20 anos no cargo, o francês Arsene Wenger tem sido questionado pela imprensa inglesa pelos poucos títulos conquistados nas últimas temporadas. Ainda assim, o treinador foi respaldado recentemente pela mesa de diretores do clube, mesmo com grandes nomes à disposição para assumir o posto.

De acordo programa de rádio "Talksport", a diretoria do Arsenal teve a oportunidade de trazer Pep Guardiola para comandar o time logo após a saída do espanhol do Barcelona, em 2012. O atual técnico do Manchester City e profissional mais badalado do meio teria se oferecido aos londrinos após deixar o clube catalão, porém a preferência da direção foi estender o contrato de Wenger.

Guardiola ficou sem resposta e eventualmente assinou pelo Bayern de Munique, onde ficou de 2013 a 2016, conquistando o Campeonato Alemão em todos os anos e sempre caindo em três semifinais seguidas da Liga dos Campeões.

Em uma situação semelhante à de Guardiola, o alemão Jürgen Klopp também se dispôs a assumir o cargo, mas a direção do Arsenal optou por dar mais um voto de confiança a Wenger.

Apesar de sempre manter o Arsenal entre os cinco primeiros do Campeonato Inglês, o treinador francês conquistou apenas quatro títulos nesta década: duas Copas e Supercopas da Inglaterra, em 2013/14 e 2014/15. No âmbito continental, Wenger levou o clube a apenas uma final e uma semifinal da Liga dos Campeões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos