'A única crítica na minha carreira se chama Real Madrid', diz Cassano

Do UOL, em São Paulo

  • Denis Doyle/Getty Images

    Atacante italiano entende que não deveria ter deixado o Real Madrid

    Atacante italiano entende que não deveria ter deixado o Real Madrid

Antonio Cassano teve passagem apagada pelo Real Madrid. O ano era 2006. Pouco aproveitado no time espanhol, o atacante decidiu sair um ano depois, se transferindo para a Sampdoria. Em entrevista ao Italia1, Cassano afirma que seu maior erro foi ter deixado o Real Madrid logo no primeiro ano de contrato.

"A única crítica na minha carreira se chama Real Madrid", começa o atleta.

"Eu tinha firmado seis anos de contrato [cinco e mais um ano de preferência], mas fui embora no primeiro ano. Foi uma loucura. Renunciei a um monte de coisa", complementou.

Aos 34 anos, o ex-jogador da seleção da Itália está desempregado. Em janeiro, Cassano recusou ofertas da China mesmo estando sem clube, porque "o futebol está na Europa".

"Quero continuar jogando e me divertindo, porque eu vivo para o futebol", falou em entrevista para a rede italiana Mediaset Premium.

"Tenho uma proposta da China, mas para mim o futebol está na Europa. A beleza do esporte é a competição, os confrontos com os melhores. Não o dinheiro", acrescentou.

Em outubro de 2011, Cassano sofreu AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Durante a recuperação, ele foi submetido a uma cirurgia no coração. O retorno aos campos aconteceu somente em abril de 2012.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos