Torcida do Santos já cobra, mas Dorival vê evolução de Leandro Donizete

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/ Santos FC

    Leandro Donizete deve ganhar mais uma chance como titular nesta terça-feira

    Leandro Donizete deve ganhar mais uma chance como titular nesta terça-feira

Primeiro a estrear dentre os reforços contratados pelo Santos para 2017, Leandro Donizete 'ganhou' a árdua missão de substituir o experiente meio-campista Renato, já consagrado dentro do Santos e encaixado no esquema de Dorival Júnior. E ao menos por enquanto, o ex-jogador do Atlético-MG não vem conseguindo dar conta do recado.

Leandro Donizete chegou sob desconfiança da torcida e até mandou um recado aos santistas durante a entrevista coletiva que antecedeu a sua estreia, em jogo contra o Red Bull, pela segunda rodada do Paulista: "Vou mostrar que sei jogar, virar a bola, marcar. Passei por grandes equipes e ninguém nunca me falou que só sei marcar. Todos falam que eu sei jogar".

Com Renato, o Santos fez a sua melhor partida deste início de temporada: 6 a 2 sobre o Linense, com o time criando oportunidades quase que a cada ataque. Dias depois, porém, o volante de 38 anos sentiu uma lesão durante o treino e virou desfalque. Donizete, que inicialmente faria seu primeiro jogo apenas contra o São Paulo, teve sua estreia antecipada. E até agora, em três jogos como tituar, não convenceu.

O técnico santista, porém, defende Donizete e diz que o jogador vem evoluindo desde a estreia. "É questão de tempo. Leandro é experiente, maduro, sabe o que faz. A partida que ele fez hoje, se analisarem de maneira fria, sem que coloquem e antecipem julgamento, foi muito melhor que a anterior, que foi melhor que a primeira", analisou Dorival Júnior.

Na estreia de Donizete, o Santos até venceu o Red Bull no Pacaembu, mas sofreu. O time já não criou tanto e só foi conseguir a vitória (por 3 a 2) nos acréscimos, com um gol irregular de Kayke. Ainda assim, eram dois jogos e duas vitórias, um início positivo para um time que ainda estava iniciando a temporada. Na terceira rodada, porém, a história começou a mudar.

Em clássico contra o São Paulo, o Santos começou bem, abriu o placar com Copete, mas viu os comandados de Rogério Ceni reagirem, virarem a partida e até dominarem o time da Vila Belmiro dentro de sua casa em alguns momentos do confronto. Mal em campo, Donizete foi sacado no começo do segundo tempo, assim como já havia acontecido diante do Red Bull.

Já no último sábado, contra a Ferroviária, em mais um jogo na Vila, a cena se repetiu. O Santos não conseguiu encaixar nem ataque nem defesa e acabou derrotado por 1 a 0, depois de Cleber ser expulso na etapa final. O ex-volante do Atlético-MG mais uma vez acabou substituído no começo do segundo tempo e recebeu algumas vaias de parte da torcida.

Fato é que o Santos ainda não encaixou com Leandro Donizete. Com qualidade de passe inferior a de Renato e ainda sem encontrar o posicionamento ideal dentro de campo, o reforço santista vem deixando sobrecarregados os zagueiros e Thiago Maia na marcação, além de não ser uma arma ofensiva para o time de Dorival Júnior. Ao menos por enquanto.

O treinador alvinegro aposta mais uma vez em Donizete no jogo desta terça-feira (21), contra o Ituano, em Itu. A expectativa otimista do departamento médico do Santos é que Renato possa ao voltar ao time na partida de sábado, contra o Botafogo-SP, na Vila Belmiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos