Goleada deixa disputa por vaga no ataque palmeirense ainda mais acirrada

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Thiago Calil/PhotoPress/Estadão Conteúdo

    Willian, à direita, comemora gol com Dudu

    Willian, à direita, comemora gol com Dudu

A goleada por 4 a 0 deste domingo (19), sobre o Linense, deixou a disputa por um lugar no ataque do Palmeiras ainda mais acirrada. Antes pressionados pela torcida, Willian e Lucas Barrios mostraram serviço em Araraquara. Keno também se destacou ao criar boas jogadas e dar mais velocidade ao time do técnico Eduardo Baptista. 

"Todo mundo tem sua importância, quem entrou foi muito bem. Acredito muito na lealdade e respeito. O grupo está focado, fizemos uma grande partida e conseguimos resultado", disse Willian, que abriu o caminho para o triunfo e já pensa no clássico de quarta-feira, contra o Corinthians, na casa do adversário.

"Eram três jogos [sem marcar] e na posição de centroavante a responsabilidade de gols é importante. Sempre fiz minha parte no dia a dia e a gente colhe o que planta. Fui coroado com o gol, dei um belo passe para o Raphael Veiga e a gente fica feliz pelo gol. Espero que seja o primeiro de muitos. Feliz pela entrega e a atuação. Vamos agora descansar para o jogo de quarta", completou Willian.

Lucas Barrios, que marcou o quarto gol, entrou no decorrer da partida. No entanto, ele acredita ter apresentado seu cartão de visitas para Eduardo Baptista.

"Eu me sinto muito melhor, sou o atacante que menos jogou, porque o treinador está testando o time ainda, não está 100% definido. Quando eu entro faço meu trabalho para que o treinador possa confiar em mim", disse Barrios, que não descarta a possibilidade de deixar o Palmeiras nesta temporada.

"Fico contente de ter times interessados, porque eu fiz as coisas bem no Palmeiras, agora fiz uma boa pré-temporada para fazer 2017 de outra maneira e estou entrando e ajudando o time com gols", destacou o paraguaio.

Keno também saiu do banco de reservas e ajudou a equipe a construir a goleada. O atacante foi utilizado pelo treinador nas últimas três partidas do clube.

"A gente tem de estar preparado no banco, a gente vem do banco e com certeza pode precisar. É muito importante entrar e estou feliz. A gente sabe que o grupo é forte e temos de respeitar, não tem vaidade. O mais importante é ajudar", afirmou Keno.

E a disputa pode ficar ainda mais acirrada nos próximos dias. Se Moisés, que sofreu um entorse no joelho esquerdo no jogo deste domingo (19), não tiver condições de jogar mais na primeira fase do Campeonato Paulista, Eduardo Baptista poderá inscrever o colombiano Borja na primeira fase da competição.

"O Borja é um grande atacante, o Palmeiras investiu muito nele, vai ajudar. Não fico preocupado, fico feliz, é um acréscimo que vai nos ajudar, com certeza. Vou sempre tentar aproveitar as oportunidades", disse Willian.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos