Holandês explica troca futebol por rap e lembra briga com Mourinho no Real

Do UOL, em São Paulo

  • Pierre-Philippe Marcou/AFP Photo

O ex-jogador Royston Drenthe, que outrora fora considerado uma promessa do futebol holandês contratada pelo Real Madrid, contou no último domingo (19) o porquê ele deixou o esporte para seguir carreira no artística no rap.

"De saco cheio" com o futebol, Drenthe afirmou ao "Daily Mail" que encerrou a carreira por ter perdido a paciência com os bastidores do esporte, citando em especial sua passagem pelo clube madrileno, na época treinado por José Mourinho.

Revelado pelo Feyenoord, ele teve contrato com o Real de 2007 a 2012, sendo emprestado a Hércules e Everton neste período. Seu comportamento ao ser cedido ao pequeno clube espanhol foi alvo de críticas de Mourinho, algo que o irritou na época.

"Mourinho estava um pouco bravo quando voltei ao Real. O Hércules não pagou meu salário e eu entrei em greve. Mas Mourinho disse que eu deveria ter representando o Real Madrid muito melhor", lembrou o atleta.

"Eu tentei me tornar uma estrela no Real Madrid e as pessoas deviam me respeitar porque tentei, mas o Mourinho era um cara difícil. Eu não tinha uma boa relação com ele, mas ele esquece que eu não estava recebendo salário no clube emprestado", contou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos