Torcida do Inter protesta contra jogadores com pichação em frente ao CT

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O ano mudou, mas a pauta segue a mesma. A torcida do Inter protesta contra as más atuações do time. Na temporada em que irá encarar a Série B pela primeira vez na história, o Colorado começa com os aficionados irritados a ponto de pichar os postes próximos ao Centro de Treinamento do clube. Paulão e Ernando foram os alvos. 

Marinho Saldanha/UOL

'Fora Ernando' está em um dos postes na aproximação ao portão do CT Parque Gigante. E 'Fora Paulão' está escrito no último, que dá acesso a entrada de jogadores e funcionários. 

Alguns minutos depois dos registros dos jornalistas que chegavam ao CT, profissionais do Internacional pintaram os postes, apagando as pichações. 

A atividade dos torcedores não foi registrada. Não há como determinar o momento em que os postes foram pichados, mas é reflexo claro da má campanha na temporada. 

O Internacional chegou aos quatro jogos sem vitória no Gauchão. Empatou três, o último diante do Passo Fundo, domingo, e perdeu outro. Na Primeira Liga, por outro lado, venceu Brasil de Pelotas e Fluminense. E pela Copa do Brasil venceu o Princesa do Solimões. 

A pressão é evidente ao elenco do Inter. Vaias já foram ouvidas em partidas do time vermelho, que tem Antonio Carlos Zago já ameaçado pela falta de boas atuações. 

Paulão e Ernando estão entre os perseguidos pelos aficionados no grupo. Zaga titular do rebaixamento de 2016, os dois são frequentemente cobrados pelos torcedores. Outro que não podia tocar na bola sem vaias era Fernando Bob, mas que foi negociado com a Ponte Preta. 

Neste clima, o Inter volta a campo nesta quarta-feira, em casa, para encarar o Oeste pela segunda fase da Copa do Brasil. O jogo está marcado para as 21h45 (horário de Brasília). 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos