Reserva, Maicosuel se destaca no Atlético-MG e quer mais: "me cobro muito"

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini / Atlético-MG / Divulgação

    Maicosuel, meia-atacante do Atlético-MG, tenta recuperar a condição de titular com Roger Machado

    Maicosuel, meia-atacante do Atlético-MG, tenta recuperar a condição de titular com Roger Machado

Maicosuel se tornou um nome importante para o Atlético-MG na atual temporada. Embora seja reserva da equipe comandada por Roger Machado, ele foi acionado nos últimos dois jogos e participou na construção de gols da equipe, seja balançando a rede ou dando assistências. O bom desempenho faz com que o jogador, recentemente procurado pelo Flamengo, almeje a titularidade do time mineiro.

Em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, concedida nesta segunda-feira, o meia-atacante fez a sua análise de seu atual momento:

"Acho que essa é uma questão que cabe ao Roger. Vou tentar seguir fazendo a minha parte, independentemente de começar jogando ou não. Tenho confiança de que assim as demais coisas positivas acabarão acontecendo com naturalidade", declarou.

Contratado por 3,3 milhões de euros (cerca de R$ 10 milhões à época), Maicosuel garante que tem feito o máximo para ser reconhecido pela torcida do Atlético. Ele busca uma regularidade no clube:

"Eu sou um cara que me cobro bastante, excessivamente até, e esse é um momento em que eu estou feliz por estar conseguindo mostrar com regularidade o que eu posso e sei fazer. Perdi alguns treinos nesse começo de temporada por causa de um problema no pé e depois de uma virose, e isso atrapalhou um pouquinho meu rendimento nos primeiros jogos, principalmente na parte física", comentou.

"Sabia que isso ia acabar melhorando gradativamente com o decorrer dos jogos, como está acontecendo. Agora é continuar trabalhando forte para as coisas seguirem nessa crescente", acrescentou.

O camisa 70 ainda se lembra da procura feita pelo Flamengo, no fim do ano passado, e assegura que o desejo é permanecer na Cidade do Galo:

"Ser procurado por um grande clube é sempre algo positivo, sinal de que o seu trabalho e esforço está sendo visto e reconhecido de alguma maneira. Realmente houve essa possibilidade do Flamengo, mas eu sempre deixei claro que o meu desejo era continuar no Atlético Mineiro", afirmou.

"Estou feliz e me sinto em casa aqui. Minha vontade é perdurar essa relação o máximo de tempo possível. Como eu costumo falar, aqui é Galo. Se puder ser Galo sempre, vai ser melhor ainda", concluiu, aos risos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos