Mesmo com segunda pior defesa do Paulista, São Paulo não mostra preocupação

José Eduardo Martins e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

O sistema defensivo do São Paulo deu alguns sustos neste início de temporada. Em cinco partidas, a equipe levou 11 gols, sendo a segunda pior defesa do Campeonato Paulista - à frente apenas do Linense, que levou 13. Mesmo assim, o elenco tricolor e até mesmo o técnico Rogério Ceni não se mostraram tão preocupados com a questão.

"Prefiro ter preocupação com time jogando em busca do gol, do que contrário. Às vezes bate na trave e entra, como no primeiro gol. Futebol não é matemática. Nem sempre o que mais cria. Estou feliz com eles. Era para ser cinco vitórias consecutivas, não foi por dois minutos [em relação ao empate no último minuto contra o Mirassol]", disse Rogério Ceni.
 
"É claro, temos de encontrar o equilíbrio [entre o ataque e a defesa], mas se em todo jogo levarmos quatro e marcamos cinco, seremos campeões. O mais importante são sempre os três pontos", afirmou o zagueiro Maicon.
 
O fato de o São Paulo no ano passado ter apresentado um bom desempenho na defesa, mas ter enfrentado uma crise durante o Campeonato Brasileiro serve de base para a explicação do zagueiro.
 
"É um time de qualidade, de contra-ataque, de posse de bola e tem acontecido os gols, isso é o mais importante. As vitórias estão vindo. Se eu levar quatro e fizer cinco gols, o importante é a vitória. No ano passado fomos cobrados por resultado, nessa temporada estamos obtendo. A gente está sendo cobrado pelo setor defensivo, é normal. Ninguém nunca está satisfeito, eu nunca estou. Mas o mais importante são as vitórias", ressaltou Maicon.
 
O também zagueiro Rodrigo Caio acredita que o sistema de jogo criado pelo técnico Rogério Ceni também faça com que o time tenha essa postura mais ofensiva e, em certos momentos, fique exposto.
 
"A gente fica triste, não gostaria de levar tantos gols. Mas sabemos que nossa proposta de jogo é muito ofensiva e o mais importante: estamos levando gols, mas fazendo também", disse Rodrigo Caio. "Claro que isso incomoda e muito. Nenhum zagueiro gosta de tomar tantos gols. Mas sou muito sincero, prefiro tomar  muitos gols e vencer todos os jogos. Isso para mim é fundamental. Se no ano passado fomos uma das melhores defesas e fizemos um ano muito abaixo, o que adiantou. É claro que, individualmente, gostaria de sair todos os jogos sem levar gol. Mas para mim o mais importante é a equipe vencer", completou Rodrigo Caio.
 
No entanto, há esperança para o torcedor são-paulino não sofrer tanto nos próximos jogos. Segundo Rodrigo Caio, dá para criar um equilíbrio entre o desempenho do ataque e da defesa. "Sempre é possível em um time grande como o São Paulo. Precisamos evitar os erros, diminuir isso", afirmou o zagueiro.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos