Jô diz perdoar árbitro e exalta Corinthians: "terão que correr para ganhar"

Do UOL, em São Paulo

Herói da vitória do Corinthians sobre o Palmeiras, o atacante Jô destacou a "garra" apresentada pela equipe alvinegra no clássico desta quarta-feira (22). Em entrevista ao "Sportv", o jogador afirmou que os adversários precisarão "correr muito" para superar a vontade corintiana. Logo depois, à ESPN, o atacante disse perdoar o árbitro, que errou ao dar o segundo cartão amarelo a Gabriel. 

"É um grupo que está se construindo, tem qualidade. Claro que tem muito que crescer. Mas que vem mostrando que para ganhar do Corinthians, nossos adversários vão ter que correr e correr muito, porque se não der na técnica, na garra a gente sabe que esse grupo está se sobressaindo", afirmou.

O gol de Jô saiu aos 43 minutos do segundo tempo. A partida, porém, ficou marcada pelo erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto, que expulsão o volante Gabriel em uma falta cometida por Maycon. O lance aconteceu pouco antes do final da etapa inicial.

"No intervalo, o clima estava muito tenso. Nós que temos mais experiências, tentamos acalmar os jogadores, mas passou uns 10 minutos, todo mundo acalmou, deu tempo de o Carille orientar bem", relatou Jô, sobre o clima após o erro.

O jogador do Corinthians ainda ressalta que perdoa o árbitro Thiago Duarte Peixoto que acabou errando ao dar cartão amarelo a Gabriel e consequentemente expulsando o jogador que já tinha outro cartão. 

"Temos que desculpar, porque ele é um ser humano. O erro tem consequência, mas o mais importante é reconhecer o erro. Ele poderia mudar a história do jogo, mas reconheceu o erro e tem que ser desculpado. Aconteceu, eu espero que não aconteça mais. Ele tem que entender que tem auxiliares para ajuda-lo", disse à ESPN. 

No lance, o atacante Keno, que sofreu a falta de Maycon, começou a apontar para Gabriel, dizendo que ele havia feito a falta. A atitude do palmeirense incomodou Jô.

"Foi tudo muito rápido. Só acho um pouco errado da parte deles pressionar sabendo que não era o Gabriel (que fez a falta), eles viram que não foi ele. Induziram o árbitro. Foi muito nítido. Revendo o lance, ele (árbitro) errou, assumiu o erro, terá uma punição. Mas eu vi que os jogadores do Palmeiras estavam induzindo. Todo mundo sabe que não foi (o Gabriel)", completou.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (25), quando enfrentará o Mirassol, fora de casa, pelo Campeonato Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos