Árbitro de clássico será julgado pelo TJD e pode ter até 360 dias de gancho

Dassler Marques e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Agência Palmeiras

    Thiago Duarte Peixoto durante o clássico Corinthians x Palmeiras

    Thiago Duarte Peixoto durante o clássico Corinthians x Palmeiras

O árbitro Thiago Duarte Peixoto, que apitou a vitória do Corinthians sobre o Palmeiras por 1 a 0 na última quarta-feira (22), pelo Campeonato Paulista, será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) em 6 de março, às 17h30. Ele pode ser suspenso por até 360 dias.

Peixoto foi denunciado no artigo 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): "Deixar de relatar as ocorrências disciplinares da partida, prova ou equivalente, ou fazê-lo de modo a impossibilitar ou dificultar a punição de infratores, deturpar os fatos ocorridos ou fazer constar fatos que não tenha presenciado".

O árbitro não relatou inicialmente na súmula a expulsão equivocada do volante corintiano Gabriel - no lance, quem cometeu falta foi outro atleta do Corinthians, Maycon, mas Peixoto aplicou o cartão amarelo ao jogador errado. Como Gabriel já tinha cartão, acabou expulso. Depois, o juiz retificou a súmula.

A pena prevista no artigo é de 30 a 360 dias de suspensão, além de multa de R$ 100 a R$ 1 mil. A suspensão também pode ser substituída por advertência, caso o tribunal considere que a infração foi de "pequena gravidade".

Peixoto será julgado pela 1ª Comissão Disciplinar do tribunal. Participam do julgamento quatro auditores e o próprio Olim.

Além de eventual suspensão pelo TJD-SP, Peixoto ainda pode ser sancionado também pela Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF). A comissão está reunida e deve anunciar nas próximas horas sua decisão sobre uma possível punição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos