Árbitro retifica súmula; TJD faz investigação e pode punir até palmeirenses

Bruno Thadeu e Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

A expulsão do volante Gabriel no clássico entre Corinthians e Palmeiras ganhou novos capítulos, agora fora de campo. Nesta quinta-feira (23), horas após entregar a súmula do confronto, o árbitro Thiago Duarte Peixoto fez um adendo ao documento e admitiu ter dado cartão vermelho ao jogador errado. O caso foi parar no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), que avaliará as imagens e pode punir até mesmo jogadores palmeirenses.

"Venho através desta retificar no campo de expulsão. Após a partida, em análise de vídeo, constatei que o atleta a ser advertido, por cartão amarelo, por segurar seu adversário impedindo um ataque promissor é o atleta de número 30, Maycon de Andrade, da equipe do Corinthians, e não o atleta de número 5, Gabriel Girotto, da equipe do Corinthians, que recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Informo que, o fato mencionado acima ocorreu aos 46 min do 1º tempo", diz o trecho alterado pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto.

Reprodução/FPF
Retificação do árbitro de Corinthians x Palmeiras na súmula do clássico
Ao UOL Esporte, o procurador-geral do TJD, Wilson Marqueti, disse que analisará na tarde desta quinta-feira o teipe do clássico e que pode solicitar a anulação do cartão vermelho de Gabriel. Também contato com a reportagem, o departamento jurídico do Corinthians informou que analisa a possibilidade de pedir o cancelamento da expulsão.

"Eu não vi o jogo. Assistirei ao teipe para comprovar se houve erro no cartão vermelho. Caso comprovado, a Procuradoria vai tomar suas atitudes", destacou Marqueti. "É preciso deixar claro que a Procuradoria pode solicitar a anulação do cartão ou outras determinações mesmo que não sejam relatados na súmula".

Caso a pauta seja levada a julgamento, a audiência envolvendo Gabriel será analisada somente daqui duas semanas, em virtude do recesso de Carnaval. O Corinthians, porém, pode entrar com efeito suspensivo para contar com a participação do jogador no confronto do próximo sábado (25), diante do Mirassol.

A grande polêmica aconteceu nos últimos minutos do primeiro tempo. Keno foi derrubado por Maycon em um contra-ataque. Na sequência, o juiz dá segundo amarelo para Gabriel e o expulsa ao confundir os dois atletas corintianos. Depois da partida, o árbitro reconheceu o erro. Apesar de jogar o segundo tempo inteiro com um atleta a menos, o Corinthians conquistou a vitória por 1 a 0 com gol de Jô.

Árbitro e palmeirenses na mira do TJD

Além da possibilidade de anular o cartão vermelho de Gabriel, o TJD também irá analisar possíveis punições a dois palmeirenses por atitude antidesportiva. Keno será investigado por supostamente induzir o árbitro a expulsar o corintiano. Já Vitor Hugo pode responder por agredir o zagueiro Pablo com uma cotovelada, em lance que não foi visto pela arbitragem.

"É preciso ver se foi uma agressão ou uma ação antidesportiva quanto à jogada do Vitor Hugo. Eu ainda não tive acesso ao jogo. O mesmo acontece se o atleta teve atitude antidesportiva [Keno]", acrescentou o procurador.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos