Chape encerra sequência negativa e abafa pressão sobre Mancini com goleada

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL

  • Divulgação/Chapecoense

A série de cinco partidas sem vitórias trouxe as primeiras pressões sobre o trabalho de Vagner Mancini no comando da Chapecoense. Mas a goleada sobre o Metropolitano por 4 a 0, pela sétima rodada do Catarinense, trouxe um pouco mais de tranquilidade para o treinador, que voltou a receber apoio da diretoria.

"Nós estamos satisfeitos com o trabalho do Vagner. É um grande profissional e tem um método muito bom de trabalho. Nosso grupo é novo e sabemos das dificuldades que nós teríamos. Mas montamos uma boa equipe e confiamos no trabalho que está sendo realizado", afirmou o diretor executivo Rui Costa.

"Quando pensamos no Vagner, sabíamos da capacidade dele e acreditamos no trabalho que ele iria desempenhar. Não é uma vitória que vai dizer que está tudo certo e nem algumas derrotas que irão dizer que estamos no caminho errado", complementou.

Em entrevista coletiva na semana passada o técnico foi indagado sobre o temor de perder o cargo na Chapecoense se os resultados não viessem de forma imediata.

"Eu não tenho medo. Quem vive do futebol não pode ter medo, tenho certeza que todo mundo entende dentro da Chapecoense, o que nós iriamos passar. Acho que esse tipo de pressão existe, pois muitos não estão enxergando aquilo que está sendo feito. Quem entende de futebol sabe as dificuldades que passamos. Seguimos confiantes no que idealizamos para este trabalho".

Após a vitória desta quarta (22), a Chapecoense pulou para a terceira colocação no Catarinense, distante ainda do Avaí, que lidera a competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos