Goleiro Bruno consegue habeas corpus e será solto nesta sexta-feira

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bernardo Salce/Agência 17/Estadão Conteúdo

    Bruno Fernandes, ex-goleiro do Flamengo, está preso desde 2010

    Bruno Fernandes, ex-goleiro do Flamengo, está preso desde 2010

O goleiro Bruno está próximo de deixar o presídio Nelson Hungria, na região metropolitana de Belo Horizonte. O antigo jogador do Flamengo obteve habeas corpus, em Brasília, e será solto nesta sexta-feira (24).

A informação foi dada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo UOL Esporte junto ao escritório de Lúcio Adolfo, advogado do atleta. O ex-jogador de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo estará em liberdade até a tarde desta sexta-feira, véspera de Carnaval. O alvará já foi enviado à Vara de Execuções Penais de Santa Luzia, cidade nas proximidades da capital mineira.

"Ele ficou muito emocionado e chorou quando soube da liminar. Agora está calmo e esperando a soltura", afirmou Adolfo, ao UOL Notícias, na entrada do presídio em que o goleiro está preso.

A estimativa de Adolfo é que o ex-goleiro seja liberado "nas próximas horas" –uma vez que a VEP (Vara de Execuções Penais) de Santa Luzia precisa ser notificada da decisão do STF para lavrar o alvará de soltura.

A decisão sobre a saída de Bruno da prisão foi concedida pelo ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal, na noite dessa quinta-feira (23). 

O jogador está preso desde 2010, quando a amante Eliza Samudio desapareceu. Ele foi acusado de sequestrar e mandar assassiná-la. Bruno foi condenado a 22 anos de prisão em 2013 por homicídio triplamente qualificado. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos