Klopp compara demissão de Ranieri com eleição de Trump e Brexit

Do UOL, em São Paulo

  • Andy Rain/Efe

Quão estranha foi a demissão de Claudio Ranieri? Para Jürgen Klopp, treinador do Liverpool, foi equivalente à eleição de Donald Trump nos Estados Unidos e a votação favorável ao Brexit (a saída do Reino Unido da União Europeia). Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (24), o técnico alemão mostrou não ter ficado surpreso com a decisão do Leicester, porém não a considerou um acontecimento normal.

"O que posso dizer? Estou surpreso que coisas assim podem acontecer? Não. E não é só no futebol. Para mim aconteceram algumas decisões estranhas em 2016 e 2017: Brexit, Trump, Ranieri. Tenho que entender o tempo todo? Obviamente não. Eu não tenho ideia porque o Leicester fez isso. Todo mundo podia ver a situação na liga, a situação na Liga dos Campeões", analisou.

"Ele (Ranieri) é uma pessoa muito especial nesse negócio, um cara muito legal. Eu o encontrei antes de ele me visitar no Dortmund e tivemos uma boa conversa. Ele é uma pessoa maravilhosa. Talvez você tenha que ir ao Leicester e perguntar a eles porque fizeram isso", completou.

O Liverpool é o próximo adversário do Leicester no Campeonato Inglês, partida agendada para segunda-feira (27) no King Power Stadium. Mesmo com a demissão de Ranieri, Klopp não acredita que o modo de jogar do atual campeão inglês vá mudar.

O Leicester é o 17º colocado do Campeonato Inglês, com um ponto de vantagem em relação ao primeiro na zona de rebaixamento, o Hull City. Já o Liverpool ocupa a quinta posição da competição, um ponto atrás do Arsenal e Tottenham, quarto e terceiro colocados, respectivamente. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos