Mudança de posição e elogio: como Douglas mudou de status no Sporting Gijón

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

  • JAVIER SORIANO/AFP

Enfim, Douglas passa por um bom momento na Espanha. O lateral direito ganhou moral no Sporting Gijón e tem novo atributo no time. Agora, a função prioritária é o ataque.

Douglas foi colocado na segunda linha da formação da equipe pelo treinador Rubi Ferrer, que assumiu o comando recentemente. Com o novo posto, o moral do brasileiro com jornalistas e torcedores do Sporting Gijón cresceu. O que pesa contra é o fato de o time estar na zona de rebaixamento do Campeonato Espanhol - é o 18° lugar, com 16 pontos, em 23 jogos.

"Qualidade no futebol do Douglas se nota. E agora com o novo treinador ele passou a ter um peso importante no time. É grande o respeito que tem por aqui", destacou Guillermo Maese, repórter da rádio Cadena Ser, em Gijón.

Jogando em função mais ofensiva foi como Douglas conseguiu marcar o primeiro gol na Espanha - na vitória por 3 a 1 diante do Osasuna - (ver vídeo abaixo). Também foi como ala direito que Douglas se projetou no futebol no Goiás, em 2011.

"O Douglas chegou aqui jogando na primeira linha de cinco jogadores. Deu para notar que defender não é o forte dele. Mas como tem muita técnica e rapidez, funciona bem estando à frente da linha de três zagueiros, o novo esquema. Acho que muito disso foi criado em função das características dele", destacou Axel Torres, comentarista da televisão espanhola Bein La Liga.

Douglas chegou ao Sporting no início da temporada em agosto, mas sofreu para se adaptar ao time por conta de uma lesão muscular. Em condições de atuar fez dez jogos como titular, e em apenas um foi reserva.

"Ele foi motivo de piada por não jogar no Barcelona, mas na verdade o que a torcida do Sporting pensa é que se o jogador é do Barcelona, tem qualidade para mostrar. E já é nítido que está adaptado ao clube e cresce de rendimento".

Os planos de Douglas

Douglas não quer sair da Espanha. A intenção é cumprir os cinco anos de contrato com o Barcelona até 2018, e assim, adquirir a cidadania espanhola. Mudar de país inviabiliza o plano. O lateral brasileiro acredita que com a cidadania será mais fácil para seguir carreira em qualquer clube europeu.

O plano inicial de Douglas era o de batalhar por uma chance no Barcelona. No entanto, não atuou em nenhum minuto em jogos da pré-temporada. Como pouco treinava com o elenco principal, a decisão foi a de aceitar o empréstimo para o Sporting Gijón.

Douglas foi contratado pelo Barcelona em julho de 2014 e fez oitos jogos em duas temporadas, sendo cinco nas primeiras fases da Copa do Rei e apenas três pelo Campeonato Espanhol.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos