Salário de R$ 2 milhões faz M. Moreno bater recorde na 2ª divisão da China

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Wuhan Zall, da China, fechou contrato por duas temporadas com Moreno

    Wuhan Zall, da China, fechou contrato por duas temporadas com Moreno

Recentemente assinado, o acordo entre Marcelo Moreno e o Wuhan Zall, da China, tornou o ex-centroavante do Cruzeiro um dos jogadores mais bem pagos da Ásia. Os valores que o boliviano receberá pelo contrato firmado são os maiores da história da segunda divisão chinesa. 

Propriedade de uma holding ligada aos setores imobiliário e energético, o novo rico da divisão de acesso da China superou a concorrência de equipes da primeira divisão do país, como o Changchun Yatai e o Beijing Guoan, em um acordo formalizado no início de fevereiro em Madri. 

Agente livre no mercado, já que seu acordo com o Yatai havia expirado, Marcelo Moreno receberá aproximadamente R$ 2 milhões por mês, livre de impostos, para ser o principal jogador do Wuhan Zall. Na equipe anterior, Moreno recebia um terço desse valor. O acordo assinado é válido por duas temporadas da China. 

Aos 29 anos, Marcelo Moreno foi um dos jogadores mais decisivos da última temporada da Superliga Chinesa. Além de anotar 13 gols e ficar em sexto lugar na artilharia, ele contribuiu com mais cinco assistências para o Changchun Yatai, que perdeu a disputa para renovar o contrato do boliviano. Sem ele, adquiriu Marinho, ex-Vitória, e Ighalo, nigeriano ex-Watford. 

Já o Wuhan Zall, de olho na perspectiva de acesso, ainda conseguiu a contratação do marfinense Jean Evrard Kouassi, atacante destaque do Shanghai SIPG na última temporada. Para ficar com Kouassi, que estava sem contrato, venceu a concorrência do Shanghai, um dos mais ricos clubes da elite chinesa. Outro estrangeiro a jogar com Moreno será o atacante liberiano Sam Johnson, recentemente comprado e que interessava ao Bordeaux-FRA.  

Na nova equipe chinesa, Marcelo Moreno terá o italiano Ciro Ferrara como treinador. Ele tentará repetir o feito do também italiano Fabio Cannavaro, que em 2016 substituiu Vanderlei Luxemburgo e levou outro clube milionário, o Tianjin Quanjian, à primeira divisão da China. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos