Jogadores do Atlético lamentam resultado, mas comemoram ponto conquistado

Do UOL, em Belo Horizonte

O resultado de empate no jogo com a Chapecoense, após abrir 2 a 0, deixou um gosto amargo para os jogadores do Atlético-MG. A sensação foi de que o time falhou demais e deixou escapar uma vitória que estava nas mãos. Mas ao mesmo tempo que os jogadores alvinegros lamentavam o resultado, eles comemoravam o ponto conquistado na Arena Condá, que praticamente garante o Atlético na próxima fase da Primeira Liga.

Com quatro pontos um gol positivo de saldo, o Atlético só não vai disputar as quartas de final se o Joinville golear o Cruzeiro, na próxima semana. E foi assim, olhando para uma classificação encaminhada que os jogadores atleticanos deixaram o gramado.

"Com certeza poderia ser melhor o resultado. Foram duas bolas paradas, nossa equipe não conseguiu conter o ímpeto do ataque da Chapecoense. Forra isso, deixamos nos levar um pouco no segundo tempo pelo embalo da torcida. Mas valeu um ponto, valeu o jogo. O que importa é sair com ponto, que, todavia, nos interessa para a classificação", disse o zagueiro Felipe Santana, que levou azar no lance do segundo gol da Chapecoense e acabou marcando contra.

Assim com o defensor, os demais jogadores atleticanos repetiram o discurso. Resultado ruim pelo primeiro tempo, mas ponto importante em termos de classificação.

"Infelizmente não saímos com a vitória, mas jogar aqui é difícil. A torcida empurra até o fim. Mas acredito que o resultado foi bom. A gente fica um pouquinho triste, pois abrimos 2 a 0 e tivemos um jogador a mais. Mas vamos levantar a cabeça, pois sábado tem mais", avaliou o lateral esquerdo Leonan.

Além da vantagem aberta no primeiro tempo, a sensação de que o resultado poderia ser melhor foi aumentado pela expulsão do meia Dodô, logo aos 3 minutos do segundo tempo. Foram mais de 40 minutos com um jogador a mais. Para o atacante Rafael Carioca, o cartão vermelho não foi aproveitado pelo Atlético, pelo contrário, segundo o camisa 13, o time alvinegro se acomodou.

"Acho que exatamente isso, nossa acomodação por ter um jogador a mais e o modo que a equipe da Chapecoense voltou. Se fosse a gente, voltaríamos da mesma maneira. Até falamos isso no vestiário, para voltar ligados, pois eles viriam para cima e foi o que aconteceu. Mas o empate, na medida do possível, é que o a gente queria, para a nossa classificação".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos