Bolívia recorre ao TAS por causa de perda de pontos nas eliminatórias

Do UOL, em São Paulo

  • Claudio Reyes/AFP

A Federação Boliviana de Futebol entrou com um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), esfera máxima da Justiça esportiva, contra a perda de quatro pontos nas eliminatórias para a Copa da Rússia.

A Bolívia foi punida pela Fifa que entendeu que o jogador Nelson Cabrera, que atuou na vitória por 2 a 0 sobre o Peru e no empate em 0 a 0 contra o Chile, não estava elegível para atuar pela seleção. A entidade máxima do futebol alega que o atleta nascido no Paraguai não vive há cinco anos na Bolívia, período mínimo exigido por ela para aceitar a naturalização.

Por causa disso, foram consideradas duas derrotas por 3 a 0. A Fifa ainda aplicou 12 mil francos suícos (cerca de R$ 40 mil) à Bolívia por violação ao parágrafo 1º do artigo 55 do Código Disciplinar da FIFA (FDC) e do artigo 8º do Regulamento da Copa do Mundo da Rússia-2018. Os dois tratam de violação das regras de elegibilidade para jogar nas equipes nacionais.

A Bolívia recorreu na própria Fifa, mas não teve a decisão revertida, por isso entrou com recurso no TAS. Agora, o Tribunal vai constituir um painel com três árbitros para avaliar o caso e emitir a decisão. Entretanto, não há uma data definida para isso.

Por causa da punição, a Bolívia tem sete pontos e ocupa a penúltima colocação das eliminatórias.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos