Volante cedido pelo Palmeiras rompe ligamento e desfalca Chape por 6 meses

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOl, em Chapecó (SC)

  • AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA

A Chapecoense teve uma baixa significativa para o restante da temporada. O volante Amaral teve constatado o rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho, em lesão sofrida na partida contra o Atlético-MG, na última quarta-feira (01), pela Primeira Liga, e deve ficar fora dos gramados por cerca de seis meses.

" O Amaral tinha sido submetido a uma cirurgia no ligamento cruzado anterior há oito anos e ontem ele rompeu o enxerto desse ligamento. É uma lesão cirúrgica, vai ter que passar por outra operação e o tempo de recuperação é de seis meses", afirmou Carlos Mendonça, médico da Chapecoense.

Mendonça ainda disse que Amaral terá liberdade para escolher onde fará o procedimento cirúrgico, já que o jogador tem vinculo com o Palmeiras e está emprestado à Chapecoense até o final deste ano.

"Precisamos esperar o joelho desinchar umas duas semanas, até voltar ao normal. Ele não é um jogador da Chapecoense, é do Palmeiras. Tem que confirmar se vai operar em Chapecó ou em São Paulo. Deixei tudo bem tranquilo na mão do jogador", disse Mendonça

A Chapecoense tem até o fim desta semana para inscrever os jogadores para a primeira fase da Libertadores e a lesão de Amaral pode fazer com que a diretoria tenha que ir ao mercado para realizar a reposição. Amaral foi titular na maioria dos jogos com Vagner Mancini no time catarinense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos