Fora da Taça Guanabara, Botafogo age nos bastidores para minar Flamengo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vitor Silva / SSPress.

Focado na Libertadores, o Botafogo deixou o Carioca de lado e acabou eliminado da Taça Guanabara. Mesmo assim, o clube de General Severiano tem tido postura ativa nos bastidores nessa reta final do primeiro turno. O Alvinegro tem um objetivo: minar o Flamengo e evitar que o rival jogue com direito a torcida no Estádio Nilton Santos (Engenhão).

Sempre que pode, o Botafogo faz questão de destacar a rivalidade com o Flamengo. Recentemente, as diferenças se acirraram ainda mais após o episódio de brigas de organizadas em clássico no Engenhão que resultou na morte de um torcedor alvinegro. O presidente Carlos Eduardo Pereira vetou o Flamengo no estádio.

O problema é que o clube de General Severiano já assinou documento no edital do Carioca que garante o Engenhão como alternativa ao Maracanã como palco das semifinais e final do estadual. Apesar disso, o Botafogo tenta fazer valer sua vontade de não ter o Flamengo no seu estádio.

Na quarta-feira, em reunião na Ferj, o Botafogo deixou clara sua posição. Queria que a final da Taça Guanabara fosse disputada no Maracanã. Isso porque o Flamengo jogará no estádio três dias depois, contra o San Lorenzo-ARG, na estreia da Libertadores. O Alvinegro alega que o local pode receber os dois duelos, enquanto o Rubro-negro garante apenas o segundo.

Essa posição do Botafogo está diretamente ligada ao fato de não querer receber o Flamengo e sua torcida no Nilton Santos. Isso ficou ainda mais claro em entrevista do presidente Carlos Eduardo Pereira, vetando o estádio para o Rubro-negro em caso de torcida única, mas liberando para o Fluminense, que foi sorteado como mandante do clássico.

Nesta quinta-feira, todos os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro foram convocados pela Justiça a comparecer ao Ministério Público. Flamengo, Fluminense e Vasco foram contra a medida de torcida única. O Botafogo, por outro lado, votou a favor. Novamente com o claro objetivo de manter o Rubro-negro e sua torcida longe do Engenhão.

Tal postura tem recebido bastante apoio de botafoguenses nas redes sociais. Acreditam que as atitudes do presidente ocorrem em defesa do clube e que isso não ocorria nas antigas gestões, que aceitavam imposições com naturalidade. Uma minoria, porém, discorda. Alegam que a rixa com o Flamengo fez o Botafogo perder oportunidades financeiras. O fato é que os clubes não se bicam e não há nenhuma projeção de melhora no quadro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos