Vídeo registra momento do assassinato de fundador da Mancha Verde

Do UOL, em São Paulo

Imagens de vídeo mostram o momento em que um dos fundadores da Mancha Verde, Moacir Bianchi, foi alvo de emboscada. Ele morreu pouco após ter seu carro prensado por dois veículos em um semáforo em São Paulo.

Bianchi parou o veículo no sinal, que estava vermelho. Um carro estava à frente. Outro veículo se aproximou por trás do carro de Bianchi, impedindo que o fundador da Mancha Verde conseguisse escapar. Um homem saiu rapidamente do carro de trás e efetuou vários disparos contra Bianchi, que ainda tentou dar ré. 

A polícia apura o crime. Não há informações sobre o autor dos disparos. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o delegado responsável pela investigação do caso, Nilton Montoro, relatou que a polícia encontrou 16 balas no local do crime. Moacir Bianchi possuía 22 ferimentos espalhados por braços, pernas, rosto e tronco.

De luto, a agremiação, que é a principal torcida organizada do Palmeiras, resolveu encerrar as atividades por tempo indeterminado.

"Moacir fez da Mancha Verde sua vida", escreveu a torcida em um comunicado. "Informamos também que em meio a diversos problemas que a torcida vem passando, e em cima dessa notícia de uma morte que deixou todos nós da torcida completamente abalados, comunicamos a todos os associados que a torcida Mancha Alviverde após 34 anos de fundação está encerrando suas atividades por tempo indeterminado".

Bianchi era considerado uma figura importante na agremiação, e em suas redes sociais sempre postava fotos ao lado dos atuais integrantes, tanto da torcida quanto da escola de samba, de cuja diretoria ele fazia parte. Ele participou ativamente do Carnaval de 2017 e inclusive estava no Anhembi durante a apuração dos desfiles na última terça-feira (28).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos