Convocado por Tite, Ederson virou destaque em Portugal após dispensa no SP

Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo pessoal

Uma das principais novidades da convocação do técnico Tite, nessa sexta-feira (2), joga no gol, fez carreira em Portugal e tem apenas 23 anos. O treinador escolheu Ederson para fazer parte da seleção brasileira para as próximas partidas das Eliminatórias. O bom momento do goleiro não poderia ser coroado de melhor maneira. No entanto, antes de virar titular do Benfica e ser destaque da equipe portuguesa até na maior competição europeia, a Liga dos Campeões, o jogador ficou sem clube após ser dispensado do São Paulo ainda nas categorias de base.

Ederson ficou cinco anos nas divisões de base do São Paulo. Foi no sub-15 que, apesar de novo, chamou a atenção do antigo treinador de goleiro da categoria, Luiz Batista da Silva Júnior. "Ele sempre foi um líder. Ele batia muito bem na bola, batia forte. Ele jogava muito bem com os pés, era muito determinado. Ele era magrinho, novinho. Fizemos alguns amistosos que colocamos ele no infantil e ali ele já mostrava característica de bom goleiro. Ele era muito determinado, tranquilo, calmo, concentrado. Tinha potencial", relembrou Luizinho.

O espelho dos vários goleiros da base do São Paulo na época era Rogério Ceni, titular do gol do time principal. Mas a chance de seguir a carreira como sucessor de Ceni acabou chegando ao fim em janeiro de 2010, pouco antes de completar 17 anos.

Ederson e seus companheiros de sub-15 mudaram de categoria e no sub-17 era mais difícil de permanecer pela grande quantidade de jogadores, algo comum na base dos clubes, e foi então que o mais novo jogador convocado por Tite acabou perdendo a oportunidade no time do Morumbi.

"Ele passou para o juvenil e tinha muito goleiro. Ali no juvenil mudou de treinador. Eram apenas três goleiros escolhidos e acaba tendo muito jogador. Ele era o mais novo. Nessa mudança ele acabou sendo dispensado na época, era o mais novo dos três, e ficou de sobreaviso", contou Luizinho, que ainda explicou que pessoas que conviviam com Ederson na base do São Paulo tentaram ajudar achando um novo clube para o jovem goleiro e, pouco tempo depois, o Benfica apareceu.

A chegada no Benfica

O time de Portugal acabou levando o goleiro brasileiro que nunca teve a chance de jogar profissionalmente em um clube de seu país. Foi para as categorias de base do Benfica, onde ficou até o sub-19. Como profissional jogou no GP Ribeirão, em 2011; em 2012 seguiu para o Rio Ave, onde se destacou a ponto de ser comprado pelo Benfica em 2015.

A ascensão no Benfica foi rápida. Ganhou a chance como titular em 2016 por conta de lesão do veterano Júlio César. Acabou não saindo mais. A última grande aparição mundial do goleiro foi justamente na Liga dos Campeões, quando pegou um pênalti e ajudou o Benfica a vencer a primeira partida das oitavas de final da competição contra o Borussia Dortmund. Tudo foi visto de perto por Taffarel e Sylvinho, auxiliares do técnico Tite.

Arquivo pessoal
Ederson chegou ao São Paulo em 2006

O brasileiro caiu nas graças da torcida, do clube e da imprensa portuguesa. Na Europa, clubes como o Manchester City e o Barcelona observam o jogador, que renovou o contrato com o Benfica no começo do ano até 2023. O técnico Pep Guardiola é um dos "fãs" do goleiro, com quem gostaria de contar no City. A multa rescisória de Ederson agora passa dos R$ 200 milhões, segundo a imprensa portuguesa.

De longe, Luizinho reconhece algumas das características que ensinou a Ederson e crê no sucesso dele na seleção. "Essa parte básica de fundamento, saída de bola, reposição, posicionamento debaixo do gol. A parte técnica com os pés, que ele desenvolveu muito. Ele ainda é canhoto, o que é bom", comentou.

"Ele adquiriu muita experiência. Como ele é novo, tem condições de ser aproveitado bastante na seleção. Tem tempo, para criar bagagem. E colocar um goleiro tão experiente na reserva (Júlio César), é porque ele tem condições de estar na seleção", analisou.

O sucesso em Portugal é tanto que após ter conseguido a cidadania portuguesa, em 2016, a imprensa do país passou a sugerir bastante que o jogador trocasse a seleção brasileira pela de Portugal. Com Tite o convocando para a seleção principal do Brasil, no entanto, o sonho português chega ao fim.

Ederson estará no grupo do Brasil que enfrenta o Uruguai, em 23 de março, em Montevidéu e o Paraguai, no dia 28, na Arena Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos