Mancha diz que não vai encerrar as atividades, mas fala em reestruturação

  • VINICIUS PEREIRA/Folhapress

Em nota oficial em seu Instagram, a torcida organizada palmeirense Mancha Alviverde disse que não vai encerrar as suas atividades depois da morte de seu fundador Moacir Bianchi. Desde o assassinato de Bianchi, na madrugada de quinta-feira, a torcida suspendeu as atividades por tempo indeterminado.

No comunicado, a torcida fala em reestruturação e que, em respeito e luto ao fundador, as atividades continuarão suspensas. "Em breve retornaremos com novas informações sobre a entidade", diz.

Na última quinta-feira, a maior torcida organizada do Palmeiras informou que devido aos "diversos problemas que a torcida vem passando, e em cima dessa notícia de uma morte", a agremiação estava encerrando suas atividades por tempo indeterminado após 34 anos de fundação.

Moacir Bianchi, um dos fundadores da Mancha, morreu na madrugada da última quinta-feira, vítima de execução na Zona Sul de São Paulo. A Polícia Civil encontrou 22 ferimentos e 16 balas no local do crime. A investigação ainda está em andamento.

Veja a nota oficial

"Informamos através dessa nota que a torcida Mancha Alviverde não irá encerrar suas atividades.

Estamos passando por um momento de reestruturação, e também em respeito ao luto pela morte do nosso fundador e ex-presidente Moacir Bianchi, a torcida permanecerá com as suas atividades suspensas nos próximos dias.

Pedimos para que todos os associados tenham compreensão e respeitem o momento que a entidade vem passando.

Em breve retornaremos com novas informações sobre a entidade".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos