Em 1ª viagem internacional pós-tragédia, Chapecoense chega à Venezuela

Do UOL, em São Paulo

Em sua primeira viagem internacional com a equipe principal desde o acidente aéreo em Medellín, a delegação da Chapecoense desembarcou na manhã desta segunda-feira em Maracaibo, na Venezuela, onde estreará na Copa Libertadores na próxima terça-feira, contra o Zulia.

Na chegada, o presidente do clube, Plinio David De Nês Filho, agradeceu ao carinho de quem foi recepcionar a delegação no aeroporto venezuelano. Houve palmas no momento do desembarque.

 "Saudamos a todos de Maracaibo, esta é a nossa primeira viagem desde a grande tragédia que sofremos em Medellín e nos sentimos contentes de poder retornar a nossas atividades normais, que são a prática do futebol. Aqui estamos com muita satisfação e alegria, recebendo todo este calor humano", afirmou.

O atacante Tulio de Melo, por sua vez, destacou que a Chapecoense inicia a disputa da Copa Libertadores com o objetivo de ser competitiva, apesar do processo de reconstrução.

 "Temos muitas ambições. Vamos tratar de chegar o mais longe possível nesta Copa Libertadores", afirmou.

A viagem começou na noite de sábado, quando a delegação da Chapecoense embarcou em avião fretado de Chapecó para São Paulo. Depois, um voo comercial, com conexão no Panamá, levou o time até Maracaibo.

Chapecoense e Zulia se enfrentam às 21h45 (de Brasília) de terça-feira, no Estádio José "Pachencho" Romero. Sobreviventes do acidente que matou 71 pessoas em novembro de 2016, o zagueiro Neto e o lateral Alan Ruschel foram inscritos no torneio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos