Lugano vê excesso de respeito do Corinthians e Ceni longe de ser um Tite

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri / São Paulo

    Lugano durante jogo do São Paulo

    Lugano durante jogo do São Paulo

Lugano não ficou surpreso com o fato de o Corinthians não aceitar o adiamento do clássico, marcado para o dia 26 de março, por conta da convocação de jogadores para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Para o zagueiro, de 36 anos, a postura do arquirrival pode ser vista também como um sinal de respeito ao trabalho desenvolvido pelo Tricolor neste início de temporada.

"A gente nunca vai esperar um ato de fair play, dentro do futebol brasileiro. Ainda mais de rivais nacionais. Normal, porque nós da Sul-América não tivemos a naturalidade suficiente para ter certas atitudes de grandeza. Isso demonstra o respeito que o São Paulo já ganhou, sabendo que os rivais querem aproveitar para jogar contra nós", disse o defensor.

"Não digo que seja medo, mas respeito, porque o nosso elenco é importante, forte. Assimilo com naturalidade. Uma atitude dessa [de adiar o jogo] não vai sair do adversário, até por conta da pressão da torcida, mas deveria sair de alguém neutro, como a federação", completou o experiente uruguaio.

O zagueiro acredita que muito desse respeito que os arquirrivais têm pelo São Paulo pode ser explicado por Rogério Ceni. O uruguaio fez questão de elogiar o treinador. Quando perguntado se Ceni também era um encantador de serpentes como Tite [em entrevista para a Espn Brasil, em novembro do ano passado, o beque classificou o comandante da seleção brasileira como um encantador de serpentes por 'adormecer a imprensa'], o defensor não ficou em cima do muro.

"É totalmente o contrário do que falei. Pela personalidade, ele criou tanta empatia quanta adversidade no futebol. Ele sabe que tem muita gente torcendo para dar errado, porque ele é muito frontal, muito são-paulino. Muito inteligente para debater qualquer tema para tentar colocar na carreira dele. E isso às vezes é duro. Mas é sempre melhor conhecer um cara assim. Ele fez uma carreira e com certeza vai ter uma carreira de muito êxito, porque parece que ele nasceu para ser treinador e não goleiro", afirmou Lugano.

Com contrato até junho deste ano, o uruguaio espera renovar o vínculo com o clube. "Faz um ano que não falto nem um minuto no treino do São Paulo. Um ano que estou à disposição toda quarta e domingo. Estou em um momento físico e mental melhor do que há dois, três anos. Isso me motiva. A continuar, desfrutar da carreira de jogador de futebol. Obviamente que aqui o contrato vai até junho. E isso vai depender do São Paulo", disse o jogador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos