Justiça determina que Rio-2016 pague pelos reparos no Maracanã

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Divulgação Flamengo

    Maracanã vai ter de passar por reparos após a realização dos Jogos Olímpicos

    Maracanã vai ter de passar por reparos após a realização dos Jogos Olímpicos

A juíza Maria Paula Gouveia Galhador, da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, acolheu pedido de liminar do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que exige que o Comitê Rio-2016 faça as obras de reparo do Maracanã em até 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

O Governo do Rio entende que tanto o Maracanã quanto o Maracanãzinho devem ser devolvidos nas mesmas condições em que foram entregues para os Jogos Olímpicos Rio-2016.

"As reformas que estão previstas faziam parte da lista na entrega do estádio. Eram R$ 400 mil, que viraram R$ 505 mil. Vamos entregar um plano até sexta-feira e concluir as reformas até o fim do mês", afirmou Mário Andrada, diretor de comunicação da Rio-2016.

Na liminar, o Governo também cobrou que o comitê pague as contas de luz referentes ao período exclusivo de uso, mas a juíza entendeu que não estava comprovado que os débitos deveriam ser quitados pelo Rio-2016.

Nesta quarta, o Flamengo recebe o San Lorenzo no estádio. O investimento do clube para "ressuscitar" o palco abandonado, segundo apuração do UOL Esporte, é de pelo menos R$ 2 milhões.

O Rubro-negro pagou, apenas em contas de luz atrasadas, R$ 1,35 milhão. O restante do montante foi empenhado em cuidados com o gramado, limpeza e retirada de materiais do estádio, manutenção e troca de peças das partes hidráulica e elétrica, reforço nas grades de proteção da torcida adversária, reparo nas catracas, ajustes nas bilheterias, além de manutenção e reparo dos quatro telões.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos