Doce, mochila, toalha: os presentes que os times espanhóis dão aos árbitros

Do UOL, em São Paulo

  • Heino Kalis/Reuters

    Pênalti a favor do Real fez Villarreal insinuar benefícios misteriosos a árbitro

    Pênalti a favor do Real fez Villarreal insinuar benefícios misteriosos a árbitro

No Campeonato Espanhol é normal: as equipes costumam dar agrados aos árbitros de seus jogos. Pode parecer estranho e até suspeito, mas a maioria dos times da primeira divisão admitem que separam alguns pequenos presentes ao quarteto de arbitragem. Doces típicos, mochila e toalha estão entre os itens.

O diário esportivo El Mundo consultou os 20 clubes do Espanhol sobre o tema. Dos 16 que responderam, 15 confirmaram que dão lembranças aos árbitros como um gesto de simpatia. O Real Madrid, por exemplo, informou que entrega produtos como pins e chaveiros, nunca superando o valor de 30 euros.

O Barcelona vai na mesma linha, com itens licenciados, nas partidas em que atua como anfitrião. Outro time grande do país, o Atlético recebe os árbitros com cachecóis, agendas ou canetas oficiais do clube.

Outras equipes ousam um pouco mais. O Alavés, por exemplo, capricha: dá uma caixa de doces típicos do país basco e um pendrive com a foto dos árbitros ao lado dos capitães dos dois times. Osasuna e Las Palmas compartilham a ideia da foto antes da partida.

O Eibar, por sua vez, espalha seu passado: todo árbitro que apita pela primeira vez em sua casa ganha um livro comemorativo de 75 anos do clube. Já o Villarreal, em jogos especiais do Espanhol ou nas partidas de torneios europeus, presenteia um submarino amarelo, em alusão a seu apelido, ou um prato de cerâmica.

O Betis também faz seu agrado com toalhas e mochilas do clube. Camisas de jogo e flâmulas também são presentes recorrentes no país. Segundo o El Mundo, a entidade dos árbitros diz que não há restrição para esses agrados de menor porte, mas que há um bom senso para que não se aceite objetos mais valiosos.

No entanto, o tema veio à tona no fim de fevereiro depois que o presidente do Villarreal, Fernando Roig, sugeriu que o árbitro da partida vencida pelo Real Madrid contra seu time havia deixado o estádio levando malas do Real Madrid "sem saber o que havia dentro".

No jogo em questão, o Real virou para 3 a 2 após estar perdendo por 2 a 0 e contou com um pênalti bastante duvidoso marcado a seu favor. O assunto é polêmico, mas por enquanto os clubes espanhóis parecem bem confortáveis com o hábito de agradar aos árbitros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos