Cinco motivos explicam o bom momento de Luiz Araújo no São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

Autor de cinco gols e cinco assistências nesta temporada, Luiz Araújo vai deixando de ser uma promessa das categorias de base para se tornar uma das principais peças do São Paulo. O atacante, de 20 anos, virou uma das referências no time do técnico Rogério Ceni e se consolidou entre os titulares, mesmo com a concorrência de jogadores renomados, como Wellington Nem.

Cinco motivos ajudam a explicar essa evolução no futebol do garoto, que na última temporada havia marcado apenas dois gols em 25 partidas. 

Apoio de Rogério Ceni

O treinador nunca escondeu de ninguém a admiração pelo jovem. Quando o Lille, da França, tentou contratá-lo no início deste ano, por 7 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões), o ex-goleiro fez de tudo para manter o atacante no Morumbi. "O Rogério foi muito importante [neste processo de negociação], porque conversei muito com ele, que me passa muita confiança, para quando eu estiver dentro de campo estar tranquilo, à vontade, para efetuar o melhor futebol e ajudar o São Paulo", disse Luiz Araújo, que é alvo constante dos elogios do comandante.

Cabeça tranquila após ser bancado pelo clube

A diretoria do São Paulo também teve papel importante. Orientado e blindado pelo Tricolor, Luiz Araújo evitou falar publicamente sobre o interesse dos europeus no início deste ano.  O jogador conversou com os dirigentes, que mostraram empenho para mantê-lo no país. Prestigiado, ele teve possibilidade para pensar apenas em defender o time dentro de campo, sem precisar se preocupar com outras questões.

Velocidade

Luiz Araújo é conhecido desde os tempos da base por aliar técnica à velocidade. No profissional, o jogador também tem se destacado por sua agilidade nos contragolpes. Na partida contra o ABC de Natal, na quarta-feira (8), por exemplo, ele foi mais rápido até que o próprio companheiro de equipe Cueva e roubou a bola dos pés do peruano no lance primeiro gol.

Treino

No último ano, Luiz Araújo produziu bastante, mas era alvo de críticas por não ser muito eficiente na hora de finalizar. Outra preocupação, era o aproveitamento ruim do canhoto com a perna direita. Por isso, Rogério Ceni ajudou o jogador a focar mais no treinamento. O resultado já pôde ser visto nesta quarta-feira (8), quando ele marcou dois gols com a perna direita.

Sistema tático

Logicamente, um time que tem uma postura ofensiva vai ajudar os atacantes a se destacarem. O São Paulo de Rogério Ceni já ficou conhecido por priorizar o ataque. Neste ano, por exemplo, foram 29 gols marcados em 10 partidas oficiais. Ou seja, não é de se estranhar que Luiz Araújo seja um dos beneficiados pela ousadia da equipe tricolor.  Neste ano, ele fez cinco gols em nove confrontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos