Corinthians encontra time ideal e supera aproveitamento de rivais em 2017

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Com 83% de aproveitamento depois de 10 partidas oficiais, o Corinthians surpreende no início de temporada. Acima dos três rivais paulistas no que diz respeito aos resultados, o time do treinador Fábio Carille deu nova mostra de evolução ao superar o até então invicto Luverdense por 2 a 0, com tranquilidade, na noite de quinta-feira.

São Paulo (76% de aproveitamento), Palmeiras (66%) e Santos (45%) começaram a temporada com expectativas superiores ao Corinthians, que só não tem melhores resultados que Flamengo e Cruzeiro entre os times da elite do Brasileirão neste início de ano. Os mineiros, com 93%, lideram nesse quesito.

As últimas duas partidas, para uma equipe ainda em formação com o Corinthians, ofereceram boas perspectivas. O treinador Fábio Carille se aproximou de encontrar um time titular com Jadson sendo incorporado, Rodriguinho recuperado de lesão e Romero e Jô como atacantes. A repetição de equipe contra Luverdense e Santos foi a primeira em 2017.

Esses resultados iniciais só foram possíveis graças à recuperação do sistema defensivo. Dos 10 jogos disputados, Cássio não foi vazado em oito, o que tem permitido à equipe alcançar as vitórias mesmo sem um número de gols pró elevado (11 no ano). Novatos do setor, o zagueiro Pablo e o volante Gabriel rapidamente se tornaram referências para a construção dessa solidez.

Revezamento e desfalques nos compromissos que virão

Nos próximos três jogos, Carille deixou claro que dificilmente esse time será repetido, o que abre desafio para todo o elenco.

No domingo (12), boa parte dos reservas deve formar a base para visitar a Ponte Preta. Nos jogos seguintes contra Luverdense (16) e Ferroviária (19), o treinador indicou que precisará cuidar da condição física de titulares. Além disso, Fagner e Romero logo depois se apresentam às seleções para rodada das Eliminatórias.

Um ponto importante no período será a recuperação de jogadores em baixa como Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel e Guilherme. Os dois primeiros, além de Marlone, devem ganhar mais minutos diante da Ponte Preta no domingo. 

Depois de ficar próximo da terceira fase da Copa do Brasil, Carille pediu que o crescimento da equipe prossiga. "Quero mais. Foi bom, foi maravilhoso, o time evoluiu. A proposta da posse de bola foi pelas condições do gramado, porque não dava para acelerar. Mas procuramos a bola no pé. Estou muito feliz, a campanha mostra isso. Havia muita desconfiança no início e trabalhamos quietinhos, do nosso jeito e com o trabalho tudo vai acontecer", disse Carille.

Ele elogiou Jadson, que fez seu terceiro jogo pelo Corinthians, sendo o segundo como titular. "Havia uma briga de todas as equipes pelo Jadson e era pela qualidade dele. Ele pode jogar do lado direito, por dentro, e a bola vai passar por ele e vai direcionar o jogo. Suportou bem com o Santos (no sábado) e hoje sentimos a caída dele pelo clima e pelo gramado alto, porque se esforça mais. A gente espera mais dele e ele tem isso para dar", emendou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos