De substituto de D'Ale ao fim da fila. Seijas demora a se firmar no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Seijas marcou cinco gols na última temporada mas luta para se firmar no time

    Seijas marcou cinco gols na última temporada mas luta para se firmar no time

D'Alessandro não enfrenta o Juventude neste domingo pelo Inter, está suspenso no Gauchão. E há algum tempo, o primeiro nome para substituir o gringo seria facilmente dito por torcedores: Seijas. Não mais. O venezuelano contratado no ano passado exatamente para substituir D'Ale ainda não conseguiu se firmar no clube. 

Seijas foi contratado em abril do ano passado egresso do Santa Fé, da Colômbia. Chegou para suprir a carência aberta com a saída de D'Alessandro negociado com o River Plate. Só poderia jogar a partir da abertura da janela de transferências, no meio do ano. 
 
Estreou pelo Colorado em 29 de junho, na derrota para o Flamengo por 1 a 0. Argel Fucks era o técnico. Na ocasião, esperava-se que o venezuelano - primeiro da história do Inter - pudesse fazer duas funções na equipe. O lado esquerdo na linha de três armadores ou ainda jogar centralizado. 
 
Mas a fase do time não ajudou e aos poucos ele foi perdendo espaço. Argel saiu, chegou Falcão. Seijas jogou mais algumas partidas e foi importante, mas tão logo o ex-volante deu lugar a Celso Roth, as dificuldades ficaram evidentes. 
 
Fora dos planos, Seijas entrava eventualmente na equipe. Mas sempre contribuia com gols. Ao todo fez 22 jogos e marcou cinco na temporada passada, dando a entender que sua falta de sequência é que dificultou o protagonismo. Com oportunidades, poderia rendar o esperado. 
 
Só que veio 2017, e a situação não mudou. Seijas começou o ano como titular, mas não foi bem. Perdeu espaço no time de cima, deixou de ser até primeira opção. E agora, na ausência de D'Alessandro, Roberson é figura certa na equipe. 
 
Ainda atrás de um lugar, o venezuelano foi testado em outras funções. Depois de tornar-se terceira opção na criação de jogadas, agora é suplente como volante. A boa saída de jogo pode contribuir para mais oportundiades. 
 
"É um teste que gostamos de fazer. É uma função na qual eu acho que ele pode se encaixar. Já jogou ali e conversamos sobre isso. Temos que observar", disse o técnico Antonio Carlos Zago após testar Seijas em alguns treinamentos como volante, em fevereiro. 
 
Na última quarta-feira, diante do Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil, foi exatamente como volante que o venezuelano foi utilizado. Com isso, ele completou 219 minutos em campo. Foram apenas cinco jogos. 
 
A única chance para Seijas aparecer no time no domingo é sendo utilizado recuado. Como Uendel tem atuado todas as partidas do ano, pode ser preservado. Charles naturalmente retoma posto no lado direito do setor de marcação. 
 
O time será definido nesta sexta-feira, com a reapresentação dos atletas maracada para a tarde. O duelo com o Ju ocorre no domingo às 17h (horário de Brasília), no estádio Alfredo Jaconi. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos