Leilão na Inglaterra arrecada R$ 11,5 mil para a Chape, que desconhece ação

Daniel Fasolin

Colaboração para o UOL, de Chapecó

  • Umbro/Divulgação

    Calçado foi arrematado na Inglaterra em leilão que abriu série de eventos beneficentes

    Calçado foi arrematado na Inglaterra em leilão que abriu série de eventos beneficentes

Após o desastre aéreo de Medellín em 29 de novembro com o avião da Lamia, a marca da Chapecoense ficou em evidência. A dor causada pela morte de 71 pessoas no acidente fomentou o desejo de muitos em ajudar na reconstrução do clube.

A arrecadação foi positiva no primeiro dia de leilões. Foram arrecadados cerca de 3 mil libras (R$ 11,5 mil) e os organizadores esperam que as ações continuem pelo menos por mais dois meses.

Nesta quinta-feira, em Londres, a Lafa (Associação de Jogadores Latino-Americanos da Premier League) deu inicio a uma série de leilões para angariar fundos para o clube catarinense. O primeiro item a ser leiloado foi uma chuteira estilizada da Umbro, empresa que que fornece o material esportivo da Chapecoense.

A chuteira desenhada por Paul Jones teve o arremate de aproximadamente R$ 1,5 mil. O designer trabalha com várias estrelas do campeonato local. O evento foi conduzido pelo jornalista brasileiro Fernando Duarte, da BBC Brasil, e também pela Ministra Conselheira da embaixada brasileira em Londres, Ana Maria Bierrenbach.

Nos próximos dias, os organizadores dos leilões terão camisas autografadas de Real Madrid e Manchester United para ajudar nas ações e arrecadar aproximadamente 10 mil libras (R$ 40 mil).

Christian MacLarem, presidente da Lafa, comentou sobre o evento, que contou com a apresentação de imagens dos jogadores e da equipe da Chapecoense que sofreu o acidente em Medellín.

"Apresentamos imagens e matérias para que todos soubessem a história do clube e também da tragédia. Nós queríamos contribuir com o clube de alguma maneira. As famílias dos jogadores da América do Sul da Premier League aderiram à ideia. Estamos ajudando como podemos e queremos mostrar que o mundo inteiro está unido para ajudar a reconstrução da euipe, inclusive o Reino Unido," comentou Christian.

O UOL Esporte entrou em contato com a Chapecoense, que diz desconhecer a ação realizada no Reino Unido. A Umbro, por sua vez, comemorou a iniciativa.

"Ficamos felizes por estar envolvidos com um evento aqui no Reino Unido que destacou o apoio à Chapecoense em todo o mundo, enquanto também arrecadou fundos para ajudar o clube. A angariação de fundos foi um grande sucesso em ambas as frentes, e agora estamos ansiosos para apoiar a Chapecoense com uma série de outras iniciativas ao longo de 2017", disse Anthony Little, diretor da fabricante.

Outras doações podem ser realizadas no site GoFundMe Para mais informações sobre a Lafa, basta acessar o site oficial da entidade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos