Malandragem? Empurrãozinho de Berrío em barreira ajuda Fla pela segunda vez

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Além das boas atuações e da alta velocidade de seu futebol, o colombiano Berrío tem chamado a atenção pela dose de malandragem que tem utilizado nas cobranças de falta do Flamengo. Pela segunda vez consecutiva, o atacante acabou ajudando sua equipe utilizando-se de uma prática para lá de polêmica no momento da execução.

Assim como já havia feito no duelo com o San Lorenzo (ARG), pela Copa Libertadores, no gol de Diego, ele novamente deu um empurrãozinho e desestabilizou a barreira da Portuguesa no quinto gol rubro-negro, marcado por Lucas Paquetá (veja acima).

Contra os argentinos, a malandragem chegou a ter ainda mais influência em função da bola ter passado exatamente no jogador que foi empurrado. Já no tento feito por Paquetá, ela acabou passando por cima da barreira e o ato pouco interferiu.

Questionado no meio da semana sobre tal ação, Berrío informou que já fazia isso nos tempos de Atlético Nacional (COL).

"No Nacional eu já me colocava entre a barreira para incomodar. A parte física me ajuda muito. O mais importante é cortar a visibilidade do goleiro. É importante que o goleiro não tenha a referência da bola", explicou.

Até o momento, nenhum árbitro o recriminou pela atitude nas cobranças de falta.

Berrío iniciou a partida contra a Portuguesa no banco de reservas. De acordo com o técnico Zé Ricardo, ele estava sendo poupado para a importante partida desta quarta-feira, contra a Universidad de Chile (CHI), pela Copa Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos